Wednesday, October 19, 2011

Para sempre


Espero-te na foz do rio, onde desaguas. É lá que me encontro. De olhar pousado no futuro. De corpo inteiro. Não te esqueças que todos os rios desaguam no mar. Não importa quanto tempo levam, mas é no mar que desaguam. Onde eu te espero, rio que és. No mar onde o silêncio é interrompido pelas ondas que se desfazem no areal. Que posso ser eu, ou tu. Ou todos nós.
Percorri todos os cais e não te vi. Talvez tivesse passado a desoras. Mas foi o meu tempo. Vento meu onde respiro. Não me inquietam as ausências. Inquietam-me as presenças. As ausências são suaves, as presenças são sangue fervente que me corre (ainda) nas veias. As noites são a minha companhia, manto de estrelas que recolho a cada madrugada. Deixo fluir as águas de mim que correm como ribeiro e um dia serão rio e chegarão ao mar. É lá que pouso o meu olhar, sempre. É no mar que te vejo, que te sinto, que te amo. É no mar que me devolvo a vida. Numa chegada de ficar. Para sempre.

17 comments:

Leticia Gabian said...

Tão lindo, Maroca!
Sei bem como é este amor pelo "mar", sei da intensidade dele, sei que é mesmo pra sempre.

Beijo no coração, AICeT!

Rosa dos Ventos said...

Bela a tua presença frente ao mar!

Abraço

trepadeira said...

"Talvez tivesse passado a desoras",mesmo assim encontramo-nos no mar.

Um abraço,
mário

Filoxera said...

Também gosto destes "entre nós" :-)
Muito.
Beijos.

heretico said...

persigamos o mar, minha amiga. onde todas as avenidas (plenas) confluem. como rios afluentes...

beijo

BlueShell said...

É um privilégio partilhar contigo esse fascínio que tens pelo mar...e sim...as ausências são suaves...contrariamente às presenças...

Muito bonito este texto-poema. Te deixo meu abraço.
BShell

Luis Eme said...

para sempre, o Mar, na tua poesia.

beijinho Maria

mfc said...

Senti-me muito acompanhado pela tua reflexão!
Estar à beira mar é um bálsamo.

C Valente said...

Belo
saudações amigas

C Valente said...
This comment has been removed by the author.
Silenciosamente ouvindo... said...

Compreendo a força do mar no seu
sentir. Eu também adoro o mar e ele
também influencia bastante o meu
estado de espírito.
Um bj.
Irene

Paula Barros said...

O mar te preenche de tantas belezas, e a tua intensidade de luta e de viver, lembra o mar.

Os seus escritos sempre me deixam extasiada.

beijo

Maria João said...
This comment has been removed by the author.
Maria João said...

Maria

Para o mar confluem todas as verdades. Rios sedentos de se abraçarem à eternidade líquida de todas as coisas.

Muito bonito este texto!

samuel said...

Bom!!!...

Abreijo.

Pitanga Doce said...

Não importa quanto tempo levem os rios para alcançar o mar? Será, Maria??? E a espera infinita??

Maria said...

Muito obrigada por terem passado aqui.
Bom fim de semana a todos.

Beijos.