Friday, January 06, 2012

Em jeito de homenagem...



15 comments:

salvoconduto said...

Mais um que perdeu a batalha, deixou coisas boas como só ele sabia fazer. E esta gente que nos espezinha não se dá conta que a vida é curta e não há outra.

Abreijos.

Fernando Samuel said...

Justa homenagem.

Um beijo grande.

trepadeira said...

Merecida,a um Homem.

Um abraço,
mário

Paula Barros said...

Depois volto com tempo para olhar os videos.

Um abraço e bom final de semana.

samuel said...

Grande Pedro!

Beijo.

Fernando Santos (Chana) said...

Olá Maria, justa homenagem ao grande homem, grande musico - Pedro Osório....

Cumprimentos

A.S. said...

Permite que me associe a essa singela mas tão significativa homenagem a alguém que, para além do seu talento, sempre foi uma voz livre e solidária!...


Um abraço Maria!
AL

Nilson Barcelli said...

Homenagem merecida.
Foi um grande compositor.
Querida amiga, tem um bom fim de semana.
Beijo.

BRANCAMAR said...

Merecida homenagem.

Tive no Brancamar algum tempo este último trabalho de Pedro Osório - O Beijo do Sol. As suas orquestrações e músicas serão sempre um Sol para nós e perdurarão.

Tenho andado um pouco ausente, talvez desmotivada por partidas como esta e outras mais chegadas e pelo estado de sítio em que vivemos, mas em mim o desânimo é sol de pouca dura e por cá ando pronta para a luta.

Beijinhos para ti e dias felizes.
Branca

João P. said...

Maria:

Homenagem merecida a uma homem cujas músicas tanto marcaram o nosso país!

Este perdurará para além das leis da morte!

Beijo

João

Manuela Freitas said...

A sua música vive em mim, marcou a nossa vida!
Bj

anamar said...

Quem não teve vontade de homenagear o Pedro?

Bom domingo...

mfc said...

Ele merece!

Conheci-o no Verão de 69 aqui na Póvoa, quando ele integrava o Quinteto Académico!
Fizeram esse Verão todo no Casino da Póvoa!

João P. said...

Justa e necessária homenagem!

A estrela da tarde é... A música da minha vida e de muitos, mas muitos milhares não é?

Beijo


João

bettips said...

Como ser romântico e vivo e revolucionário e TUDO isso sem perder a ternura (como Che dizia)!
No mais fundo e antigo de nós, todos eles vivem PARA SEMPRE.
Bj