Wednesday, June 30, 2010

Soneto da Fidelidade


De tudo, ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.

Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento.

E assim, quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa me dizer do amor (que tive)
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure.

Vinicius de Moraes

21 comments:

Cris Caetano said...

É o meu preferido de Vinícius... :)

Beijinhos, Maria

samuel said...

Obrigado!!!

Abreijo.

Leticia Gabian said...

É muito mais que um soneto...

Vinicius teve muitas mulheres, mas UMA de cada vez. E era fiel a cada relacionamento. Portanto, é mais que um soneto...É um depoimento.

Beijo enorme, AICeT!

Manuela Freitas said...

Este até o sei de cor!...
Beijinhos Maria.

Baila sem peso said...

Este é um soneto de fidelidade
em que Vinicius canta com realidade
como diz Leticia, um depoimento
da sua vida em andamento
(também o sei de cor...e o tenho declamado por ele...ah, Vinicius, e seus amores...chama em brasa de poesia de várias cores!)

:))
Beijos Maria

(ando um tantito afastada, porque além de cansada, ando atarefada...vou sempre aparecendo, enquanto for podendo!) :)

Ricardo Silva Reis said...

Ao ler, inevitavelmente, ouvi a voz de Betania.
Estamos refinados Maria. Tanto bom gosto...
Beijinhos com carinho
Ricardo

Anonymous said...

um dos que mais me toca...

" Mas que seja infinito enquanto dure"...

talvez seja mesmo isso...

beijos muitos

Fernando Samuel said...

Vinicius é assim: POETA.

Um beijo grande.

Maria Oliveira said...

Vinicius de Moraes é sempre uma boa opção.

Abraço

antónio paiva said...

...

pois, Vinicius, pois...

beijo

OUTONO said...

Vinicius...obrigado amiga!!!!!!!!!

Naty said...

"Quanto mais estendermos nossas mãos ao próximo... mais Deus se aproximará de nossas mãos. "
Bom fim de semana
Bjs

Pitanga Doce said...

Posso ficar quietinha? Então tá!

beijos Maria.

Maria said...

Obrigada por terem passado aqui.
Beijos a todos.

Rosa dos Ventos said...

Belíssimo soneto!
Não o conhecia...
Obrigada

Abraço

mariavento said...

Bem bonito!

Ana said...

E Vinícius será eterno enquanto houver quem se alimente da sua poesia...

Beijinho, Maria

margusta said...

E como, e tanto e tão bem que Vinicius sabia falar do amor...

Um grande ABRAÇO Querida Maria!

Margusta

Manuel Veiga said...

pois é - a qualidade do memorável Vinicius. e o calor da sua palavra poetica...

beijos

Duarte said...

Como se expressa!
Sonetos de vida, de separação, de reencontro... todos belos!

Obrigado

Abraços de vida

Unknown said...

Um amor é para ser infinito, sem reticências.
Beijos.