Thursday, October 04, 2012

Cansaço


 
Estou cansada das palavras. Das minhas, das tuas, de todas as palavras. É um respirar que não sinto, um desejo que não tenho, um amanhecer que não existe.

Estou cansada das palavras. Das que leio, das que não leio, das que ficam por reler. É um abraço que não sinto, um olhar que já não tenho, o anoitecer que sempre existe.

Estou cansada das palavras...

10 comments:

Vítor Fernandes said...

E dos silêncios?

Muito bonito o teu poema, Maria.

Rosa dos Ventos said...

TAMBÉM EU! :-((

Abraço

Unknown said...

Querida Maria:

As palavras valem o que valem.
Palavras prometidas podem nada contra a inércia da vontade.
No desencanto, não há brilho que as palavras possam conferir ao olhar.
A dor da fome não se alimenta com palavras.
A mais bela poesia não confere colorido a uma alma enlutada.
O desamparo precisa de um abraço permanente, de um carinho coerente, não quer saber de palavras.
Palavras não saram o arrependimento nem desfazem o erro.
Gosto do olhar.
Regozijo-me no abraço.
Sorrio enlevada por acordes musicais.
Saboreio o calor do Sol na pele.
Gravo na memória a gargalhada infantil dos meus amores.
Deixo-me ficar no rumorejar das ondas num namoro eterno com a areia.
Prezo a atitude.
Desprezo tantas palavras…

(mantenho o silêncio)

Abraço-te.

trepadeira said...

Lindo.

Vamos aos actos.

Abraço,
mário

viajantes said...

beijinho maria


mar said...

Olá Maria! para estares cansada das palavras, houve alguma que te acertou em cheio...
gosto de ti, gosto da forma simples com que dizes as coisas é igual á forma com que olhas, é limpo e transparente!
as palavras são o que são. já um olhar ou um abraço é o que nós quisermos que seja.
Um abraço daqueles Maria.
A_T

Paula Barros said...

Bonito e sentido poema.
Chega um dia que se precisa de algo mais do que palavras...do toque, do abraço, dos olhos nos olhos...


Lindo!

Era uma vez um Girassol said...

Vim aqui no dia certo...Também eu estou cansada das palavras.
Ficam os silêncios, o recolhimento,
E a pergunta: "Para onde vamos"?
Beijinhos para ti, Maria, da girassol...sem brilho!

Maria said...

Obrigada por terem passado aqui.
Abraços a todos.

João P. said...

Maria:

E de certa gentalha também!
Que cansaço!
Que cansaço!

Beijo

João