Wednesday, February 21, 2007

Adormeço


Tu entras lentamente
dentro de mim
e eu abraço-te
numa tentativa vã de
parar o tempo
e assim ficarmos
num vai e vem doce
e bonito
e quase desesperado.
É o amor que nos
chama
É o amor que nos
une e nos invade
os corpos suados
cansados
e tão únicos que,
mesmo depois quando
nos separamos
e tu vais dormir,
eu levo-te comigo ainda
dentro de mim.
O teu cheiro envolve-me
e então eu adormeço.

54 comments:

António Melenas said...

e eu abraço-te
numa tentativa vã de
parar o tempo

Que bom seria podermos aprisionar o tempo e congelarmos certos momentos. Só que ele corre veloz e cada momento é irrepetivel.
Bonito poema de Amor
______
Uma curiosidades à margem do comentário acima:
Dizes que se vê bem que o poema "Teresinha" constitui uma declaração de amor, mas fiquei com a impressão de que não descobriste dentro dele a frase escondida que é uma explícita declaração de amor.
Já agora, peço-te o favor de veres bem e de me dizeres qualquer coisa. Tá bem? É que se tu, apesar de advertida não a descobriste, então fico com a certeza de que a destinatária nuito menos dela se apercebeu

Um beijo

Maria said...

antónio melenas

Deixei a resposta no teu espaço.

O tempo, a gente não o pode parar, mesmo...

Um beijo

António Melenas said...

Não Maria, não acertaste.
Junta a primeira letra de cada verso e encontrarás uma declaração expressa, sem margem para dúvidas.
Ogra imagina o que é acrescentar à dificuldade normal da construção de um soneto, a preocupação de moldar o sentidoe a rima e a métrica à obrigatoriedade de começar pela letra com que eu queria construir a tal frase escondida. Que paciência!

Maria said...

antónio melenas

"Teresinha amo te", não, não me ocorreria. Mas quiçá naquele tempo fosse esse um dos ruques, até nas cartas, já que como sabes muitas das reuniões clandestinas eram convocadas assim... tal como o envio de mensagens ...

Brilhante!

poetaeusou said...

É O AMOR, AMIGA, É O AMOR !!!
inté

Maria P. said...

Esta imagem é linda! Tenho várias desse sítio, adoro. Gosto do vento desse lugar.

E as palavras...um sonho, por sonhar.


beijinho*

Sininho said...

Olá, olá, temos, aqui, uma incursão pelo erotismo...
Uma nova Natália Correia?...
Beijinho.

joão marinheiro said...

A Nau dos Corvos...Os velhos tempos das viagens...Adoro a foto...
O poema..." O teu cheiro envolve-me e então eu adormeço..." Tudo dito!
Abraço daqui do meu mar de memórias...

Pedro Branco said...

Adormecer... a cada embalo das marés de nós. Na VOZ das ondas. No cantar dos murmúrios. Por dentro de um sorriso procurado. Uma imagem fixa na lembrança. Beijo.

Luís said...

Assim é o mar. Assim é amar.

Um beijinho

=^.^= Tarina =^.^= said...

Zip.. Peniche- Nau dos Corvos.. gosto muito de passar por lá.. é fantástico esse sítio ;)

1 beijo =^.^= tarina

chuvamiuda said...

.................

e o amor, ou a busca do mesmo, sempre proporcionou belos escritos, aqui está um exemplo

..................

Noite serena

Vera said...

E havera algo melhor que adormecer envolvida no cheiro de quem se ama?
Lindo, sempre lindo!

Beijinhos

Poetas Almadenses said...

Obrigada pelas tuas visitas que, só agora, tivemos oportunidade de agradecer.
E parabéns pelo teu blog, mas, sobretudo, parabéns pelo teu trabalho... a poesia é excelente.

Maria said...

poetaeusou

É, pois!
Inté

Maria said...

maria p.
Do vento e do cheiro do mar...
... ou um sonho... vivido...

Beijo

Maria said...

sininho

Serão ainda efeitos do carnaval?
Beijoca

Maria said...

joão marinheiro

A Nau e o mar, sempre o mar... e lá ao fundo a Ilha...

Um abraço

Maria said...

pedro branco

Adormecer... com um sorriso de criança...
Na voz do mar, no cantar das ondas...
... na procura de um beijo encontrado...

Um beijo

Maria said...

luís

Assim é amar... assim é o mar...
Um beijo

Maria said...

tarina

Este sítio é lindo, sim.

Um beijo

Maria said...

chuvamiuda

Obrigada por teres vindo até aqui.

Um abraço

Maria said...

vera

Nada de melhor e mais saboroso...

Até sábado e um beijo

Maria said...

poetas almadenses

Muito obrigada por terem passado por aqui...
Gosto do vosso trabalho.

blugaridades said...

Os teus poemas são lindos, Maria!
Será o cheiro da ilha que continua a chegar tão puro como antes ao local onde escreves?
Beijinhos

Luis Eme said...

Os jogos de amor e de palavras que partilhas connosco, revelam tanta coisa...

até coragem...

Maria said...

blugaridades

Eu vou ver a ilha muitas vezes, fico horas a olhar o mar, para absorver cheiro...
Um beijo

Maria said...

luís eme

Tens razão, sou transparente.
E uma mulher de coragem, também!

farinho said...

Muito sensual.

Beijocas

samaria said...

quem me dera nadar-me nessas águas...
que saudades, até me arrepia, sentir na memória essa frescura atlântica.
até choro de pensar como amo apaixonadamente essa costa tuga!e tão longe...
bjs

ANKH said...

O cheiro do amor está por estas páginas!
Que seja assim, amor e paz!
Ankh

pitanga said...

Vim aqui para dizer tanta coisa mas depois do que li fiquei sem palavras. É lindo, Maria!!!

beijos

Leticia Gabian said...

Maria,
Gosto e vir aqui e ler o que escreves, tudo sempre tão cheio de simplicidade e verdade.....é mesmo o melhor adormecer, esse depois de se fazer amor.

Um beijo grande pra ti

Endless... said...

Lindo, mesmo lindo o que escreves...

E adoras o MAR, assim como eu!
Vou voltar certamente!

Beijinhos Maria

herético said...

poema de uma sensualidade discreta e calma. gostei muito.

Paula Raposo said...

E é mesmo assim...gostei. Beijos.

Ana Patudos said...

Ai Maria...
O mar ...
O amor...
O abraço...
Lindo. Gostei muito como sempre.
beijos da amiga
Ana Paula

Maria said...

farinho

Muito obrigada, um beijo pra ti

Maria said...

samaria

Não chores, porque se o fizeres eu aqui chovo...
Já falta pouco para poderes mergulhar aqui por uns dias, e digo-te que eu trocava... o que tu já sabes.
A minha proposta mantém-se de pé, mas fico aí com a tulipa pequenina...

Quatro beijos

Maria said...

ankh

Está sim. Paz e amor pra ti também

Maria said...

pitanga

És um doce. Obrigada e registei o teu gosto específico dos ovinhos de chocolante. Fica aguardando...

Um beijo.

Maria said...

letícia gabian

É isso, não há melhor adormecer...
E sa a vida é simples, para quê torná-la complicada?

Um beijão grande pra ti

Maria said...

endless

Sim, adoro o mar...
Obrigada pela visita.

Um beijo

Maria said...

herético

Muito obrigada
Fica bem

Maria said...

paula raposo

... é? Eu acho que sim...
Fica bem

Maria said...

ana paula patudos

Que é que queres? É do mar que eu gosto...
... o amor e o abraço... é o tempero...

Um beijo

Luna said...

è o que te digo, o amor é amor.
jinhos

A COR DO MAR said...

O amor, nem deixa as rugas aparecerem :)))
Beijoca*

Maria said...

luna

Obrigada e um beijo

Maria said...

a cor do mar

A sério? LOL
Beijoca

maria said...

Querida Maria,

Mais um sentido poema de amor ilustrado pela maravilhosa "nau dos corvos". É inesgotável a tua capacidade de me mostrares o que julgo conhecer de uma forma sempre tão bela... e pura. Deve ser na pureza das tuas emoções que reside o segredo para este efeito em mim.

Um beijo amigo.

Maria said...

Querida maria

Acordada a esta hora? Mas isto são horas de reformados... não de gente que trabalha..

Como sabes, melhor do que eu, a nau dos corvos é sempre diferente, por mais de mil fotografias que se façam. Aquele movimento do mar é único. E eu não me canso de o fotografar.
É claro que a emoção está sempre presente...

Um beijo grande

foreveryoung said...

O amor é extraordináriamente belo!
Tenho uma foto semelhante. Adoro passear nessa zona.
Bjs

gaivota said...

Para ti, samaria, esta costa tuga que é tão nossa tá sempre à tua espera, é já daqui a bocadinho... e o tempo há-de chegar com aquele que é só nosso! E eu vou ver uma "roosinha" linda a correr e a chapinhar e "outra/o" a refrescar a carochinha com água salgada...
Até lá, mil beijos aos quatro com ttttttttttttttttttts saudades