Tuesday, February 20, 2007

A tua voz


Não sei o que foi
razão forte incapacidade raiva?!
que não me faz
esquecer a tua voz doce
mergulho no desconhecido
e meu peito palpita
só da recordação
do que foi
a nossa noite
de amor

14 comments:

A COR DO MAR said...

Palavras serenas...paradas no tempo, como as aguas desta bela imagem
Bonito ;)
Beijoca*

Vera said...

Há recordações assim… que ficam gravadas na nossa alma!
Belas palavras, querida amiga!

Beijinhos

Maria P. said...

Mas foi algo, algo que ficou, pode ser só a voz...


Beijinho*

chuvamiuda said...

..............


Noite serena e tranquila

Pedro Branco said...

http://daspalavrasquenosunem.blogspot.com/2006/12/ir.html

Maria said...

a cor do mar

Antiga como sou... já me dá pra escrever assim...
As águas não estão paradas, o mar irá abraçá-las e bebê-las na próxima maré...
Beijoca

Maria said...

Vera

É verdade, e ficam... pra sempre...
Até sábado!
Um beijo

Maria said...

maria p.

Ficou sim, e não foi só a voz...

Um beijo

Maria said...

chuvamiuda

Muito obrigada, para ti também.

Maria said...

pedro branco

Estou sem palavras. Aqui está a chover...

Um beijo

pitanga said...

A voz que não quer calar. Fica cá dentro, no peito...a lembrar.

beijos doces

joão marinheiro said...

Não sei o que me leva a escrever da Ilha...Ainda bem que gostas...Quem sabe escrevo mais...
Vou daqui da visita ao teu recanto de encanto encantado, como sempre o olhar cheio das fotos da nossa ilha...Beijo deste lado do mar.

Maria said...

pitanga

Fica a voz, sim, bem cá dentro...

Um beijo

Maria said...

joão marinheiro

E eu não sei o que me leva a gostar tanto da ilha...

... e também de te ler...

Um beijo