Monday, February 26, 2007

Vem comigo


Vem comigo
naquele barco
ao fundo da praia
Vamos navegar
até onde os nossos
olhares se percam
Vem comigo
jogar à bola
ou ao pião
da nossa infância
Vem comigo
e abraça-me
deixa-me pousar
a cabeça no teu
colo
Ama-me e
deixa-me amar-te
Vem comigo
Porque eu vou
contigo
até ao fim do mundo

44 comments:

Anonymous said...

maria cade seu e-mail .!
quero passar-te um texto!
ate

Pedro Branco said...

Será na hora da partida que o mundo se colorirá em tons de laranja e vermelho. As ondas de branco. A praia de amarelo escuro. O céu de esperança. Porque na hora da partida saberemos que irei contigo e estaremos mais uma vez juntos.

Beijo, evidentemente.

rui said...

Olá Maria

Poema lindo!...onde o mar os barcos e os sentimentos estão juntos!

Beijinho

=^.^= Tarina =^.^= said...

Com coração de crianças lá vão eles.. envolvidos pela beleza e emoção característica dessa idade..
Sendo assim... não se largam um do outro nem que para isso vão até ao fim do mundo!

1 beijo =^.^= tarina

nanda said...

Não há idade para amar. Em todas as idades se ama.

bjs

Claudia said...

Porque até ao fim do mundo é pouco quando se ama...

Beijo

Cadinho RoCo said...

E o pião girando, girando, girando...
Peixe Dó anuncia ida ao norte de Portugal, lá pelas beiras do Aveiro.
Cadinho RoCo

Maria P. said...

Viagem sem destino marcado.
Gostei.

Beijinho*

poetaeusou said...

Maria
minha amiga
não
contes
comigo
não
querias
mais
nada
aíteins
inté

Maria said...

anonymous

Dá-me o teu email, o nome do blog, se quiseres contacto.

Maria said...

Nessa hora eu sei que irás comigo sim! Na espuma branca das ondas. No azul transparente do mar.
Até ao fim do mundo...

Deixo-te um beijo, com ternura

Maria said...

Olá rui

Este coração meu não ganha mesmo juízo...

Um beijo

Maria said...

tarina

Sim, até ao fim do mundo...

Um abracinho e um beijo pra ti

Maria said...

nanda

Sem dúvida (finalmente consegui entar no teu blog..)

Um beijo

Maria said...

claudia

Com um amor como este o fim do mundo é pouco, sim.

Beijo

Maria said...

cadinho roco

E a bola rolando, rolando, rolando...
Bem desconfiava eu de toda a azáfama de Dó - era Aveiro...
Avisa Dó para não comerem muitos doces de ovos, são muito bons mas podem fazer mal ao fígado...

Maria said...

maria p.

... nem porto de chegada...

Um beijo

Maria said...

poetaeusou

Não conto contigo não, embora haja coletes de salvação...

(é a segunda vez que rimo em textos teus... não tou a perceber)

Inté

Leticia Gabian said...

E a gente vai mesmo, não é amiga? Até ao fim desse mundo....ou ao início de outro.

Um super beijo, querida


Meu endereço é: gabian@terra.com.br
Estou a espera

Rosa dos Ventos said...

És corajosa! Com um mar tão revolto...
Ah! Já me esquecia...tu não vais sozinha! :))

Vera said...

"Deixa-me pousar a cabeça no teu colo"... Este é um daqueles momentos de pura ternura!
O fim do mundo será pequeno para tanto amor!

Mil beijos

António Melenas said...

São tão apaixonados os teus versos! E tão intensos! Neste misturas o sonho presente as recordações da infância Fazes -me lembrar os tempos do bibe e pião de que fala Manuel da Fonseca na Tuna de Almadanin. Ah a infância!...
Um beijo
___________________
P.S.
--- Gostei que tivesses gostado da minha "Teresinha"
Pus ontemum novo "post"

farinho said...

Nós seguimos sempre o nosso coração, quando o entregamos seguimo-lo para todo o lado.

A foto está muito bonita, foi tirada por ti?

Beijocas

Sininho said...

São estas viagens e estes jogos que nada, nem ninguém, poderá, alguma vez, impedir, seja por que meios for...
Beijinho

sotavento said...

E que o mundo seja infinito!... :)

TINTA PERMANENTE said...

Como quem chama para lonjuras sem horizontes...
Bonito!
Abraço!

collybry said...

Não conhecia este canto e gostei muito de ler...meu rasto, Cõllybry

Pedro said...

Respondo! Eu respondo...chamam-me e eu respondo.
Mais do que a mim mesmo, eu respondo a quem me chama! Obrigado por não desistires antes de mim e por me chamares!
Foste brisa que me acordou, foste sol que me fez levantar!

Maria said...

Letícia

Vamos sim, a gente vai a correr....

Beijão

Maria said...

rosa dos ventos

...este mar, revolto? Prá semana é que vou aqui pôr mar revolto, esse sim!

Um beijo

Maria said...

vera

É isso, um momento de ternura...
... e até ao fim do mundo...

Um beijo grande

Maria said...

antónio melenas

Já tão longínqua para nós, não é?
Revivemos aqui...
Um abraço

Maria said...

farinho

Todas as fotos colocadas neste blog foram tiradas por mim, excepto uma ou outra devidamente identificadas.

Beijos

Maria said...

sininho

Pelo menos enquanto houver liberdade de pensamento, não é?

Um beijo

Maria said...

sotavento

Como infinito é o mar ao alcance dos nossos olhos...

Maria said...

tinta permanente

... e não é que eu vou?
Um abraço

Maria said...

collybry

Que sejas bem vinda.
Já tinha passado por tua casa e, porta aberta, entrei. E li-te. E gostei.
Vou lá voltar.

Maria said...

pedro

Digo-te apenas "Que bom!".
Vou já ter contigo..

Luna said...

São momentos, são sentires, que não se esgotam em uma vida, vivem para a eternidade
beijos

joão marinheiro said...

Tu não sabes como gosto das totos da ilha...No meu tempo por lá não jogava ao pião, mas ia até ao fim do mundo...
Abraço a meio da travesia

Maria said...

luna

Eternamente...
Para ti um beijo

Maria said...

joão marinheiro

Jogar ao pião na ilha só se for cá em cima, na cisterna ou no farol...
Para a semana começarei a "postar" fotos da construção do prolongamento do cais, em tempo de fola.
Acho que vais gostar.

Boa travessia e um abraço

isabel victor said...

Maria, "vem comigo" ... passa pelo " Caderno ..." porque hoje há lá festa à volta de uma certa árvore!

Abraços blogesféricos e champanhe para as/os amigas/os

Maria said...

isabel victor

Gostei muito da árvore.
É especial, de facto... é linda!

Beijo especial