Sunday, March 18, 2007

Vem...



Faltas-me
E eu quero-te aqui, hoje
abraça-me, amassa-me, aqui mesmo
como só tu sabes
Desassossega-me...

44 comments:

Moura said...

Dada a paixão que tens pelo mar e Berlengas...ao ler este teu texto e a ver a imagem associei-te a uma rocha que deseja ser tocada, abraçada e desassossegada pelo mar que lhe bate com força, vigor constantemente.
Bjos

Anonymous said...

Olá Maria!
Será que desta fraga, na imagem, nascerá um fio de água capaz de matar essa sede?!


Beijo e bom domingo.


Maria Mamede

Maria P. said...

E como é bom esse desassossego!

Beijinho e bom Domingo*

=^.^= Tarina =^.^= said...

Ai Maria.. Maria...

Sim.. esse desassossego é bom... tenho a certeza!!!

É que a falta dói tanto!

1 beijo =^.^= tarina

bomdiaisabel said...

ele irá dar-te o abraço apertado que tanto precisas e desejas. Depois...bem...depois é convosco.
Beijinhos e bom domingo

joão marinheiro said...

Tantas faltas. Tantas ausências sentidas. Ficanos a pedra como simbolo da força eterna.
deixo-te um pedaço de palavras escritas um dia...

...Eles não sabem nem sonham
Porque não sabem sonhar
Porque não sabem amar
Porque não sabem ser puros
Porque não sabem ser crianças
Porque não sabem escutar
O brilho da Lua
Ou o murmúrio do Mar...

Abraço-te hoje enquanto vou em busca de velas de moinhos e de sonhos...

Leticia Gabian said...

Maria, Maria!
Sei bem da falta que sentes e desse
desassossego.
Ai.... até quando?

Um beijo enorme e cheio de compreensão

Sininho said...

Tentei deixar um comentário no post anterior, mas o diabo do blogger não estava para aí virado.
Desculpa, vou fazê-lo agora.
Só para te dar os parabéns pela magnífica reportagem que nos ofereceste.
E vá lá que, desperdícios e incompetências àparte, sempre se completou a obra.
Olha, cá pelo Terreiro do Paço não é tão certo conseguir-se o mesmo...
Beijinhos

veritas said...

Amar no cenário da natureza... saudades desse desassossego...

Bjs. Bom fim-de-semana.

Luna said...

Como faz falta um abraço um carinho,um desassossego
jinhos

david santos said...

Olá!
Lindo, Maria, muiyo lindo!
Parabéns.

Pedro Branco said...

Foi no desassossego de ti que o mar se levantou. Rugindo aos tempos cada madrugada de solidão e ternura. Na ondulação suave das tempestades. Desassossegadamente. Porque o mar nos leva e nos traz. Sempre. Em cada nova maré.

Beijos, Maria.

poetaeusou said...

***
maria do cheiro da ilha
maria do cheiro do mar
maria de alkammar
maria como o sol, brilha
/
maria
fiqui azuli con u retrati...
inté
***

Rosa dos Ventos said...

Que imagem sugestiva!

herético said...

poema fremente. como grito de água (ou fogo), (re)clamando vida!

O Pâncreas said...

...esse desassossego tão afável.......onde se esquecem algumas das nódoas que nos percorrem o corpo.......

Uma visita..voltarei.

R.

isabel victor said...

Boa noite, Maria !

obrigada pela tua visita, ao Domingo sabe sempre bem

Beijo da isabel

Maria said...

moura

Não me tinha sequer passado pela cabeça, mas não deixa de ser uma imagem interessante...

Beijo

Maria said...

Maria Mamede

Faço das tuas palavras um desejo meu.

Beijo de boa semana

Maria said...

maria p.

Pois é...

Beijo de boa semana

Maria said...

tarina

Beijo grande pra ti, querida

Maria said...

bom dia isabel

Virá, com certeza...

Beijinhos

Maria said...

joão marinheiro

Nem sabem que o mar é de quem o sabe amar...

Um abraço, na tua busca de velas de moinhos e de sonhos...

Maria said...

leticia gabian

Até... um dia... quem sabe...
Às vezes quando menos esperamos damos a tal volta por cima, não é?

Muito obrigada, um beijo grande pra ti

Maria said...

sininho

Já te imagino a postar um dia destes sobre o metro do T. do Paço...

Ainda bem que gostaste das fotografias. Foi uma tempestade que impressionou o pessoal todo que estava na ilha. Não pela fola em si, mas pelos estragos que o mar consegue fazer, quando quer...

Beijos

Maria said...

Veritas

... e há melhor cenário?...

Beijos, boa semana

Maria said...

luna

Um desassossego faz sempre falta, minha amiga...
O abraço e o carinho também, tal como a amizade, o amor, etc. etc....

Bjinhos

Maria said...

david santos

Muito obrigada.
Já passarei pelo só verdades...

Maria said...

pedro branco

Desassossegada esperei que o mar me levasse. Mas na nova maré o mar trouxe-te...

Beijos, Pedro.

Maria said...

poetaeusou

Ficates azuli? Na gostates?

Eu acho esta pedra linda...
Inté (amanhã)

Maria said...

rosa dos ventos

Sugestiva? Sua malandreca...

Maria said...

herético

Na mouche!!!

Maria said...

o npâncreas

Se não se esquecem, pelo menos atenuam-se...

Muito obrigada

Maria said...

isabel victor

É sempre um prazer visitar-te...

Beijo

Claudia said...

Já a outra diz "Fazes-me falta". E quanta...

Beijo

maria said...

Que desassossego bom, maria!
Gosto muito deste teu (pequeno-grande) poema. Poucas palavras são precisas para traduzir um desejo!

Um beijo (pequeno-grande) e um sorriso cúmplice ;)

Maria said...

claudia

... e quanta... tanta...

Beijo

Maria said...

maria

É um desassossego por desassossegar... mas é bom, sim.

Beijo grande ;)

Besnico said...

… amassa-me aqui mesmo… Depois a própria fotografia.
Na primeira um apelo à violência - depois queixam-se.
A segunda, verdadeiramente sugestiva… nem sei o que dizer. Fiquei ferido na minha sensibilidade de homem de respeito.
Antes de apresentar os meus cumprimentos, gostaria que me informasse onde é que fica a dita rocha?...
Os meus cumprimentos.

Maria said...

besnico

Não é nenhum apelo à violência, não gosto de violência...
Esta pedra fica exactamente na Foz do Arelho, ao pé do Hotel do Facho, frente ao mar...

Os meus cumprimentos

filomena said...
This comment has been removed by the author.
filomena said...
This comment has been removed by the author.
Anonymous said...

Ai Maria Maria
às vezes até parece
que a vida nos merece
outras ficamos quietas
na espera daquele abraço
único
no desassossego
hoje

Talinha

Maria said...

Talinha

Que te posso dizer?
Pois....
... como te percebo...