Wednesday, December 17, 2008

Liberdade

Ser livre é querer ir e ter um rumo
e ir sem medo,
mesmo que sejam vãos os passos.
É pensar e logo
transformar o fumo
do pensamento em braços.
É não ter pão nem vinho,
só ver portas fechadas e pessoas hostis
e arrancar teimosamente do caminho
sonhos de sol
com fúrias de raiz.
É estar atado, amordaçado, em sangue, exausto
e, mesmo assim,
só de pensar gritar
gritar
e só de pensar ir
ir e chegar ao fim.

Armindo Rodrigues

36 comments:

mfc said...

A força que nos vem da tenacidade.

heretico said...

gosto muito dessas "fúrias de raiz".

belo e oportuno poema.

beijo

salvoconduto said...

Eu também quero ir, eu também vou.

Abreijo.

Ana said...

Parece-me que esta Liberdade" vem na continuação do "Chega-te cá".
Foi assim que o interpretei pelo menos.

Sempre achei que é nos piores momentos que nascem os melhores poemas.

Beijinho

Leticia Gabian said...

Poesia que nos faz livres e fortes!


Beijo enorme, amiga-irmã

samuel said...

Grande Armindo!

Joao P. said...

Oh Maria:

Desta vez não percebi...

Liberdade é:

só ver portas fechadas e pessoas hostis
e arrancar teimosamente do caminho
sonhos de sol

Não me tirem os sonhos de sol! o que eu luto por eles contra tudo e contra todos.

Beijos e obrigado pela presença constante

João

Carminda Pinho said...

Ser livre, é poder pensar pela nossa própria cabeça, é seguir quem acreditamos, é poder discordar, e poder dizê-lo sem que que nos "excomunguem", é respeitar sempre as ideias dos outros, mesmo que não concordemos, é...

Gosto deste poema.
Beijos, Maria.

antónio paiva said...

....

como diz o outro:

a liberdade não é um direito
é um dever

beijo :)

A CONCORRÊNCIA said...

Só é livre quem tem força, quem tem garra, só é livre quem não se acomoda, quem luta, só é livre quem não consegue viver sem liberdade .

Beijos Maria

MPereira said...
This comment has been removed by the author.
Teresa Durães said...

penso que a liberdade paga-se cara

Maria P. said...

Liberdade faz falta...

Beijinho(com saudades)*

utopia das palavras said...

Liberdade...
de Armindo Rodrigues
a nossa liberdade...!

Beijos

escarlate.uno said...

Ser livre é a melhor coisa do mundo!
beijinho

pin gente said...

liberdade precisa-se!

um beijo amiga

Eduardo Aleixo said...

Gosto muito do Armindo Rodrigues. Já o tinha para postar hoje, mas, tu, mais uma vez...antecipaste-te.É curioso o fenómeno da telepatia. Ou, se quiuseres, da coincidêbcia.
Beijo.
EA

Fernando Samuel said...

Grande, grande Armindo Rodrigues!
Obrigado.



Um beijo grande.

poesianopopular said...

Maria
...E quando todos tivermos essa capacidade, estaremos na linha de chegada!
Bjos amiga

Apenas eu said...

"...e só de pensar ir
ir e chegar ao fim."

Liberdade é isto tudo é andar em direcção ao caminho mesmo quando os vendavais nos tentam arrastar em sentido contrário...

Beijo Maria
dqtgmebtvdaa

margusta said...

Querida Maria,
..passo para te deixar um beijinho
GRANDE!!!
Obrigada SEMPRE pelo carinho!


Linda a escolha deste poema!

Lúcia said...

Bravo! Que força!

Beijinhos, Maria

Dina said...

E viva a liberdade em todos os sentidos!

=)
Beijos!

Delfim Peixoto said...

Eu AMO a Liberdade, mas a minha voz enrouquece com esses frios dos lados do Terreiro do Paço, .... deve ser do Tejo...???
Bjnhs

rosa dourada/ondina azul said...

Liberdade é ter a coragem de ir em frente...


Beijinho,

Raquel said...

Gosto muito de seu blog...
bjnhs

Olhos de mel said...

Oie linda! Viajar com essa bela poesia, nos faz sentir livres.
Eu queria que o Natal voltasse a ter seu verdadeiro sentido, porque o apelo do comércio transformou-o, apenas, em troca de presentes e assim perpetua e acentua ainda mais a discriminação social, porque é um dia imensamente triste para crianças pobres, que não podem ter papai noel, nem uma ceia digna.
FELIZ NATAL e que o ANO NOVO seja de realizações, paz, saúde e amor!
Beijos

Nilson Barcelli said...

Mas que excelente poema tu escolheste.
Sabes ler a poesia. São os teus olhos...
Feliz Natal, beijinhos.

Ludo Rex said...

Liberdade, liberdade...
Kisses

Sem Rumo said...

Vivamos libertos

Boas festas

Agulheta said...

Adorei as palavras e esta "furia das raizes" sempre directas e oportunas,quando se ama a liberdade.
Beijinho

Miguel said...

"e só de pensar ir
ir e chegar ao fim."

Obrigado pela visita e muitos parabéns pelo teu espaço ...!

Bjks da M&M & Cª!

Maria said...

Obrigada a todos que passaram por aqui.
Um obrigada especial ao Miguel...

Beijos.

elvira carvalho said...

Ser livre é tudo isso, mas é também não amordaçar nem violentar os sentimentos, que trazemos no peito.
Um abraço e boas festas.


Li o seu comentário no Sexta. Este ano também não me apetece o Natal. Mas este ano temos que fazer o melhor Natal de sempre. Não em luxo, mas em calor humano. Meu pai está muito mal, e queremos que quando chegar a hora da partida ele tenha boas recordações...
Um abraço

Filoxera said...

Um poema que alia a verdade a uma beleza imensa. Desconhço o autor, mas está de parabéns.
Beijos.

O Sibarita said...

É isso, ser livre como uma pássaro e bordejar por ai na sua janela! kkkkkkkkkk

Beleza de poema!

bjs
O Sibarita