Monday, December 21, 2009

A não esquecer

O BANQUEIRO

Certa tarde, um famoso banqueiro ia para casa, em sua enorme limousine, quando viu dois homens à beira da estrada comendo relva. Ordenou ao seu motorista que parasse e, saindo, perguntou a um deles:

- Por que vocês estão comendo relva?
- Não temos dinheiro para comida.. - disse o pobre homem - Por isso temos que comer relva.
- Bem, então venham à minha casa e eu lhes darei de comer - disse o banqueiro.
- Obrigado, mas tenho mulher e dois filhos comigo. Estão ali, debaixo daquela árvore.
- Que venham também - disse novamente o banqueiro. E, voltando-se para o outro homem, disse-lhe:
- Você também pode vir.

O homem, com uma voz muito sumida disse:
- Mas, senhor, eu também tenho esposa e seis filhos comigo!
- Pois que venham também. - respondeu o banqueiro.

E entraram todos no enorme e luxuoso carro.
Uma vez a caminho, um dos homens olhou timidamente o banqueiro e disse:
- O senhor é muito bom. Obrigado por nos levar a todos!
O banqueiro respondeu:
- Meu caro, não tenha vergonha, fico muito feliz por fazê-lo! Vocês vão ficar encantados com a minha casa... A relva está com mais de 20 centímetros de altura!


Moral da história:
Quando você achar que um banqueiro (ou banco) o está a ajudar, não se iluda, pense mais um pouco...

(enviado por mail, mas para reflectir...)

22 comments:

salvoconduto said...

Se dissessem ao banqueiro que se a comesse também a seguir cagava notas havias de ver se ele deixava a relva para alguém...

Boa semana.

Joao P. said...

Pois...

Faz lembrar a história do escorpião e do ...

Há coisas que nunca mudam e fazem parte da natureza das coisas

um beijo

João

Aislin Nahimana said...

Na realidade, quando alguém te oferecer muito em troco de nada, desconfie1

bjosss!


aislinnahimana.blogger.com.br

Fernando Santos (Chana) said...

Olá Maria, belo texto...Espectacular....
Beijos

mie said...

também te abraço tanto e tanto!

Beijo enorme
Feliz Natal

Maria
querida ilha.

Rosa dos Ventos said...

Já conhecia mas não pude deixar de sorrir tristemente perante a verdade dos factos.

Abraço

duarte said...

pastar é para rebanhos. o pastor tem cão de gado. o bardo é visitado por lobos...
quando não houver rebanho, quem passa pelos dentes da alcateia, é o cão...
abraço do vale

AnaMar (pseudónimo) said...

Ah ah ah ah
nem imaginas como eu precisava de me rir
Beijossssssssssssssssss

Agulheta said...

Maria. Para além de ser um texto com história,tem o ser de crítica,nunca se deve confiar em senhores de nome,eles falham sempre,coitado de quem é pobre.
Bom Natal,dentro do possivel.
Beijinhos de amizade Lisa

Patudos said...

Amiga
venho desejar-te um Feliz Natal com muita saúde e paz para ti e quem mais desejares.
bjos
Ana Paula

Fernando Pinto said...

Quando a esmola é muita o pobre devia...

Este texto, amiga Maria, tem várias leituras... A primeira é a da esmola e a segunda é esta:

Nos dias que correm até os banqueiros são obrigados a poupar e a relva não pára de crescer... É a crise!

Abraço e Feliz Natal

Manuela Fonseca said...

Concordo ali com o Fernando,Maria.

Quando a esmola é muita, o pobre desconfia...mas não foi o caso, infelizmente para o banqueiro que deixou o coração algures...

Feliz Natal, Maria!!!
Nélinha :)

Arabica said...

Já conhecia, pelo menos há 30 anos.
Há -anedotas????- verdades que nunca mudam.

Um abraço grande e que o Natal seja tudo o que TU quiseres fazer dele.

PS- lamento ter um tempo tão demasiado curto para fazer as visitas que estava habituada a fazer. Espero contudo, vir sempre a tempo :)

Meg said...

Maria,

O povo que é sábio, já diz há muito que quando a esmola é grande, o pobre desconfia.
Mas esta do banqueiro vai muito além disso, minha amiga.

FESTAS FELIZES - eu sei bem o que pensas disto - mas só quero que sejas feliz TODOS OS DIAS!

Beijinho deste lado

samuel said...

Muito bom!

Abreijo.

Apenas eu said...

para rir ou não...
sim ri.
mas dá muito que pensar.

hoje raramente alguém ajuda um outro alguém só por ajudar...

fica a lição.

beijos Maria muitossssssssssss

Delend said...

Muito bem apanhado! Actualissimo!
Jokas

Maria said...

Muito obrigada por terem passado aqui.

Beijos a todos

O Sibarita said...

kkkkkkkkkkkkkk Pois é, otário é quem vai na onda de banqueiro que bota prá lenha só visa o lucro! kkkkkkkk

Maria, painho vai levando... Agora, piorando, infelizmente!

Obrigado pela preocupação, vc é a tal! kkkkkkkkkkkk

bjs
O Sibarita

Akhen said...

Maria

Eu conhecia, só com o S.....r.
Ele tria um cartão do bolso, escreve umas palavras...e vai embora...
Quando lêm...era autorização para pastarem em todos os parques nacionais.

Filoxera said...

:-)
Um beijo.

Fernando Samuel said...

Excelente conselho!

Um beijo grande.