Tuesday, December 15, 2009

Para ti, Pedro

Recolho as tuas lágrimas nas minhas mãos. Será esta a dor mais forte? O que é o medo, Mãe?
Que dor é esta que não me sai do peito? Como é o fim?
As lágrimas transformam-se em pérolas que enfio em ouro tecido por todos os amores.
O teu sorriso de menino fez-se homem. O teu olhar ficou baço. Apenas por momentos. Que dor é esta...
As palavras não me saem e apenas chovo. Contigo...


Guarda, 15.8.2009

33 comments:

Maria said...

Estava guardado. Mas hoje teve que sair. Desculpa, Pedro...

Abraço-te muito

Sal said...

Tão lindo, Maria.

Pedro Branco said...

Deixa que o meu rio se faça colo
Uma dor de embalar por dentro e por fora
Um calo demasiado fundo para se ir embora
Como se fosse também felicidade...
De amor também se chora!

Deixa que o meu rio se faça mar
Uma pele que arde sempre sem ter hora
Quando tudo passa e o tempo se demora
Como se fosse também felicidade...
De amor também se chora!

Deixa que o meu rio se faça ventre
Um punho de raiva que ao destino implora
Todos os minutos do teu abraço agora
Como se fosse também felicidade...
De amor também se chora!

Deixa que o meu rio se faça morte
Este luto sangue meu de te ter aurora
E de te amar assim por esta vida fora
Como se fosse também felicidade...
De amor também se chora!
.
.
.
.
.
.
Obrigado, Maria.

Carol said...

Só Podia sEr Dito de foRma taO ... INTENSA ... :)como tu sabes bem ...

Bjocas

samuel said...

Que bem!...

Beijo.

bettips said...

Maria, os meus abraços.
Ainda um dia havemos de (nos) contar os segredos das ilhas ...
hei-de ir ver as Berlengas mesmo da costa, hei-de hei-de
haverás
Sonhar um lugar.
Inventar.
Boa noite a ti.

paula barros said...

"As lágrimas transformam-se em pérolas que enfio em ouro tecido por todos os amores"

Muito emocionante, e esse trecho muito poético.

abraços

Ana said...

Palavras tão intensas que as sinto chover dentro de mim.

Um beijo grande, Maria.

salvoconduto said...

Intenso.

Abreijos.

vovó said...

Querida Maria!...

beijocassssss
vovó Maria

zmsantos said...

São dois seres maravilhosos...

Beijos aos dois.

Joana Correia said...

Está bonito isto... passam a vida a fazer-me chorar vocês dois...
É linda esta vossa partilha...

Beijos grandes de admiração!

Joana

viajantes said...

maria... é tão bom,
mas doi, fundo...
tem tanto de doce como de amargo
a leveza de uma carícia e a carga de fardo que liberta, aconchega
e esmaga e fere
quanta cumplicidade...
um beijinho

duarte said...

ainda bem que saiu... assim se fez um grande momento.
abraço do vale

Agulheta said...

Maria.Lindo poema tão sentido e tão verdadeiro,arrepia ao ler.
Beijo

FERNANDA & POEMAS said...

QUERIDA MARIA, QUANTA SAUDADE, LINDO, MAS DEIXOU O MEU CORAÇÃO TRISTE...ABRAÇO-TE COM MUITA AMIZADE... ABRAÇOS DE AMIZADE,
FERNANDINHA

Filoxera said...

Saio com pele de galinha e lacrimejante.
As tuas palavras e as do Pedro são potentes demais...
Um abraço do tamanho do mundo, amiga. Falamos depois. Vou descansar não tarda.

Apenas eu said...

Mãe está escuro...
lembro-me de nós á mesa, da viola, e esta letra maravilhosamente triste, se assim se poderá dizer...
que a ti te fez chover e a minha voltar a arrepiar Hoje.

Um Grande Beijo Maria
é uma Grande Honra para mim ser Tua Amiga.
Obrigada pelo bem que nos fazes.

se eu soubesse fazia-te um poema.
mas as minhas palavras não chegam.
sinto tão mais do que o que consigo dizer... sinto tanto que ás vezes parece que vou estourar!

margusta said...

Maria,

LINDO!!!

... as tuas palavras e as do Pedro,
que por vezes também vou ler no silêncio.

Lindo este momento!

Beijinhos muitos!

Andreia said...

Essas dores não nos permitem sentir nada mais! *

mie said...

...já disseram tudo!

eu dou-te um beijo

e um abraço forte.

és tão linda :)

Maria ilha de todos os amores

hfm said...

Palavras que "chovem" cá dentro.

Memória de Elefante said...

Apenas CHOVO ....assim aconteceu ao ler.

Lindo!!!

Um beijo

Fernando Samuel said...

Belo! Muito belo!

Um beijo grande.

mixtu said...

uma dor....

que dor?

momentos...

e as palavras que tardam a sair...

abrazo serrano (vindo da amiga mariap)

clic said...

:(

Manuela Freitas said...

Olá,
Volto à ilha!...
Gostei muito, fiquei arrepiada, tudo porque tenho um filho que se chama Pedro e fiquei a ler e a pensar muito nele. Foi bonito, muito bonito poema e muito autêntico.
Beijos,
Manuela

heretico said...

muito belo. e sentido.

beijo-te, com amizade.

Maria said...

Obrigada...

Beijos a todos

Carla said...

que dizer desta palavras que entram e choram em nós! Lindas!
um beijo amigo

Rosa dos Ventos said...

Chorei!...

Abraço

Carminda Pinho said...

És linda, Maria.
:)

Beijos

O Sibarita said...

Doa Maria, que versos homenagem porreta!

Amizade é isso...

bjs
O Sibarita