Friday, May 22, 2009

De volta, para a luta!

JOEIRA!

Até quando te calarás, povo?
Até quando te quedarás irresoluto?
Até quando te verei receoso?
Até quando serás ingénuo?
Até quando escutarás
os pregadores
que exploram
a tua inefável candura?
Mestres e guias infalíveis...?
Há-os de voz potente
e de botas ferradas;
há-os mais suaves,
até angélicos
e muito sábios...
Há os que usam, com palavras demasiado escolhidas,
a tua língua.
Joeira, povo,
com uma peneira finíssima
e esfrega a pele
nos cardos que te rodeiam
até que a dor se torne insuportável,
até sentires a dor soar
como um clarim de combate.

Félix Cucurull

(retirado daqui)

28 comments:

Luis Eme said...

até quando?

é sempre uma boa pergunta entre nós, Maria...

beijinho

Arábica said...

Maria,


até que um dia os cardos acordem a pele.


Um abraço.

samuel said...

Muito bom!
Até amanhã.

Abreijos

salvoconduto said...

Ainda bem. É precisa muita mais gente para a luta.

Abreijos.

margusta said...

Ah se todos tivessemos essa garra que tu tens Maria!...



Um beijinho enormeeeeeeeeeeeeeeeee AMIGA!!!

Ana said...

" Porque os outros se calam, mas tu não"

Quando leio este poema de Sophia, é de ti que me lembro, Maria.
Um beijo.

Ana said...

E um beijinho para ti, Maria.

A CONCORRÊNCIA said...

Até quando ?

Beijo grande

Rosa dos Ventos said...

E forças?!

Abraço

Fernando Pinto said...

«Até quando te calarás, povo?»

Não sei, sinceramente NÃO SEI!

É um grito que cala vezes sem conta cá dentro. Não sei!

Beijinhos

Teresa Durães said...

Não me lembro do poema exactamente mas será qualquer coisa como:

- Vieram buscar mas como não o sou, não me importei
- Vieram buscar os dementes mas como não era um deles, não me importei
.
.
.
- Um dia vieram-me buscar

(devo estar a assassinar o poema, enfim)


por isso não há luta, não é connosco (ou pensam que não)

mdsol said...

Um grito, este!

:))

Teresa Durães said...

(meu deus, assassinei por completo um poema que gosto imenso! Obrigada por o teres enviado e desculpa a barbaridade!)

Unknown said...

Cegos Maria... Cegos...

Beijo

Agulheta said...

Anda tudo distraído, que até faz esquecer?
Beijinho boa amiga bfs

Nuno de Sousa said...

Direi q até nunca só se deixarmos que isso aconteça, mas acredito que nunca vamos deixar...
Nada como lutar e lutar.
Bjs grandes na amiga Maria e um bom fds
Nuno

Fernando Samuel said...

Então até amanhã, no Saldanha.

Um beijo grande.

clic said...

'Bora lá, então!... :)

LuNAS. said...

E voltaste com este grito! Boa!
beijinhos

Justine said...

ACORDAI!
(vamos acordar um bocadinho amanhã?)

Carminda Pinho said...

Lutar, lutar, lutar...

Beijos, Maria.

mariam [Maria Martins] said...

Maria,

um hino guerreiro! este.

um sorriso e um grande abraço
mariam

maré said...

não sei até quando maria

é tempo de gritar, gritar, gritar.

um grande beijo

João Paulo Proença said...

Maria:

Muito honstamente acho que já faltou mais!

Beijo

João P.

Maria said...

Obrigada por terem passado aqui.

Beijos e até amanhã

Cris Caetano said...

O Luís já perguntou, lá em cima. Faço essa pergunta sempre...

Beijinhos

Maria P. said...

Só tu sabes regressar assim, e eu gosto!
:)

Beijinho, minha Maria*

BF said...

Até quando Maria?!
cada vez vejo mais medo nos olhos e mais lábios serrados ....
até quando?

Espero que não muito tempo mais.
beijo
BF