Sunday, January 14, 2007

Alkmaar - mercado do queijo



Vem amor
Que eu não aguento mais
esta ausência
esta distância
este sufoco
que me vem do estômago
Vem amor
Ainda não é tarde
como é que isto
nos foi acontecer
Porque é que o amor
só chegou agora
onde estavas
onde estive
que vai ser de nós
Vem amor
Deixa pelo caminho
o passado
e vamos viver
este presente
tão forte, quase violento
Vem amor
... ainda não é tarde...

29 comments:

poetaeusou said...

MARAMORFOSE(60)
Já me sinto feliz.
Ao vêr minhas socas.
Ou as uslaat.
ou as Belemmering.
De cor Roo
De cor vermelha.
E porque não Kaas.
Citas o Amor.
No teu poemar.
É um verdadeiro Hino.
Luta por ele.
Como tu sabes lutar.
Conquista a felicidade.
Segurando o Amor.
Merece a Mulher em ti.
Merece a tua Humanidade.
Merece a Maria.
Maria da Ilha.
Com cheiro a Berlenga.
poetaeusou(adaptador)

viajante said...

Ainda nãé tarde... para conhecer este espaço.
Saudações de Sintra

Aesis said...

Espero que vá sim.
Aqui fica o meu olhar, esbatido nas tuas palavrinhas.

Luna said...

Não ...nunca é tarde para começar

beijinhos

Maria said...

poetaeusou

Já viste as tuas RODE KLOMPEN? (vermelho é rood)
Sim o kaas aqui é muito, mas eu gosto muito mais dos nossos...
Inté

Maria said...

viajante

Nunca é tarde para conhecermos novos espaços...
Boa semana

Maria said...

a gerência

Vem sim!
Muito obrigada pelas tuas palavras.

Maria said...

luna

Tens razão, para começar... ou continuar...
Tenho tido pouco tempo para ir aos blogs, quando voltar para aí prometo ir a todos os que visito regularmente, embora tenha passado pelo teu anteontem e não houvesse nada de novo...
Espero que estejas a dar-te bem aí pelo norte.
Um beijo

mixtu said...

cá estou... só estava a apertar as atacas para viajarmos...

ai a holanda, agora até me deu uma cosa... boa...

poesia...

besitos com poesia

Maria P. said...

Boa noite Maria, obrigada pela tua companhia lá em Casa.

O blog do Mixtu, é muito interessante, o que aconteceu ali naquele post, acontece no blog dele: pura tertúlia entre amigos, visita e comenta:)ou entra na nossa história no meu...:)

Beijinhos:)

Leticia Gabian said...

Maria,
Aonde quer que se vá, seja Amsterdã ou Bagdad, sempre levamos conosco a ausência, a distância, o sufoco, de um amor mal resolvido (mas, nunca é tarde pra bem se resolver).

Beijo grande

acordomar said...

Oi Maria, cheguei tarde, mas ainda a horas ;) mas postate a feira do queijo, ou das socas?
Beijoca e temanha *

Cadinho RoCo said...

Para o amor o tarde é sempre cedo e a didtância uma tortura.
Pensando melhor, qual o tempo e localização do amor?
http://cadinhoroco.blogspot.com/

Alice C. said...

Tens razão Maria, nunca é tarde para amar, quando se ama de verdade.

Maria said...

mixtu

Como deves calcular a vinda aqui ao blog é uma rapidinha de vez em quando... quero disfrutar da minha sobrinha neta o mais possível.
Quando chegar aí verei com mais tempo o teu blog.
Beijo

Maria said...

maria p.

Talvez entre na estória sim, quando chegar a Portugal.
Por agora o tempo é pouco para mimar a minha pequenina...
Beijo

Maria said...

leticia gabian

É verdade sim, nunca é tarde...
Um beijo

Maria said...

acordomar

Postei o mercado do queijo, onde também há socas (o poeta quer umas, aí estão elas) e outros artigos regionais...
Mas é o mercado do queijo!
Um beijo

Maria said...

cadinho roco

Há apenas.... Amor!

Maria said...

alice c.

Faço copy/paste do teu comentário...
Um beijo

#Mutant# said...

Tanto amor prometido,
De muitos quadrantes,
Longitudes, latitudes,
Tantos atraiçoamentos,
Que das "tais" paragens,
Só acreditarei,
Em S.Martinho, S.Martinho...
#Mutant#

Sininho said...

Gostei muito das fotos.
E...socas ao lado dos queijo, tem uma certa lógica.
Ficará sempre a dúvida:
O cheiro é das socas ou dos queijos?
Uma óptima estadia em lugar tão lindo.

António Melenas said...

Pode ser um lugar comum, mas também é uma verdade: Nunca é tarde para o amor... e este poema di-lo de uma forma muito bonita.
Mas onde ficou desta vez o cheiro da ilha?
Beijinho

pitanga said...

Ainda não é tarde, não. E ele foi?
beijos

maria said...

mutant

O S. Martinho já foi... a 11 de Novembro...


sininho

Muito obrigada, a estadia será boa, com certeza


antónio melenas

o cheiro da ilha ficou lá, enquanto eu vim até cá...


pitanga

Sim, pitanga, está comigo, sempre!
Beijo


Como está difícil comentar e postar, as respostas vão numa só... pode ser que, com sorte e ao fim de uma hora e meia, consiga publicar...

APC said...

Sabes, Maria...
Estava eu a "limpar o pó" ao meu [cancelado] blog, e, atentando das tuas gentis palavras de despedida, apeteceu-me cá vir. E foi uma sensação estranha, deparar-me com este teu magnífico poema, porque... Porque tem a essência do que eu fui tentando dizer por todo o meu blog: em "Ode", "Diz o meu nome", "Um dia de Domingo" (faz de conta que ainda é cedo)... Enfim, por todo o lado...
Pelo que te deixo aqui um "tenho pena de não te ter conhecido há mais tempo", tal e qual como o que me deixaste, porque exactamente o mesmo.
Ah, e um grande abraço! :-)
Quem sabe a gente ainda se vê por aí!...

amigona said...

Nunca, nunca é tarde... beijo, amiga...

Maria said...

apc

Muito obrigada pela mensagem que deixaste, que me deixou emocionada.
A gente encontra-se por aqui, talvez, um dia...
Um beijo

Maria said...

amigona

outro beijo pra ti