Tuesday, January 16, 2007

Mar em Bergen aan Zee e Camperduin



Tenho o mar, um pôr de sol
e uma mão cheia de flores
para te dar
Tenho muito de nada
e um pouco de tudo
para te dar
Tenho um grande amor
e rios de alegria para ti
mas tu não vens
Tenho isto tudo
Mas não te tenho
a ti...

29 comments:

Luis Eme said...

Eu sabia que os rios e lagos não te chegavam, tinhas de olhar o mar...

poetaeusou said...

O Mar.
O meu Mar.
Da Nazaré
Tem mais Beleza.
Moinhos.
Quero Moinhos.
E Tulipas. Tulipas.
E as Montras. Montras.
Com som. Alto, bem Alto.
E se forem das:
Guianas Holandesas. Melhor.
ihihihihihihihi,
poetaeusou(dabenelux)

maresia_mar said...

Olá Maria
e se tens isso para dar, quem precisa de mais?? A mim basta-me o mar.. Bjhs

Maria said...

luís éme

Era fatal, porque faz-me falta...
Mas o nosso é muito mais bonito... mais bravo, mais mar!

Maria said...

poetaeusou

Moinhos e tulipas vais ter.
Montras, a rua das montras, já te disse que há uma em caldas da rainha... bem bonita, por sinal, e que vai dar à praça da fruta...

Maria said...

Olá maresia_mar

Há quanto tempo não te via... embora vá a tua casa, não estás... ou não me apetece tocar à campainha...
Vou lá um dia destes e bato à porta.

A mim também me basta o mar... é suficiente para sobreviver...

Leticia Gabian said...

Maria,
Há quem diga que mar é sempre mar....mas, vamos combinar que o teu e o meu são mais vibrantes, vivos...especiais.

Ainda que tenhamos "muito de nada e um pouco de tudo", se não temos aquele alguém muito especial...a vida fica um bocadinho sem graça, não é?

Um grande beijo pra ti

Paula Raposo said...

Temos tudo...mas não temos nada. Acontece. Beijos.

borrowing me said...

é inevitável não me vir a lágrima ao olho...
hoje o dia não foi fácil
e depois do que li
bati no fundo
para amanhã melhor me poder erguer
bjs

cacharel said...

Temos o mar, temos o pôr do sol... mas há sempre aquele vazio, aquela falta, aquela pequena coisa... mas às vezes tão ou mais valiosa que a imensidão, a calma, o cheiro, a cor, a beleza do nosso mar...

Jinhos perfumados na alma**

Maria said...

Letícia

Os nossos mares são mesmo especiais...
Se não temos por momentos esse alguém muito especial teremos logo a seguir, não é?
Um beijo

Maria said...

paula raposo

É a vida... um pouco de tudo...
.....

Maria said...

borrowing me

Eu preferia que não tivesses batido no fundo para amanhã melhor te ergueres...
Mas todos temos dias difíceis...
bjs

Maria said...

cacharel

É, mas o mar tráz-nos paz e compensa...

A COR DO MAR said...

Oiiii,mas esse mar daí é lindo tambem ... nao é assim quentinho como o nosso, mas a vista é linda :~)

lol o Poeta nao sabe ainda onde é a rua das Montras ?
Beijoca Maria*

Maria said...

a cor do mar

Mas já lhe dissemos, é em Caldas da Rainha, vem no enfiamento da rua da estação e vai dar à praça da fruta...

O mar é sempre lindo, mas o nosso é mais lindo...
E depois há um mar aqui que é de água doce... (lol)

Beijocas

Paula Raposo said...

...ou um pouco de nada...

João Aguiar said...

Se houvesse um concurso para o blog português com melhores fotografias originais de certeza que "O Cheiro da Ilha" ganhava. É sempre um prazer ver as fotos que aqui colocas. E os poemas são sempre excelentes acompanhamentos das fotos.

Abraço

Pedro Branco said...

Eu quero ter tudo!
Quero possuir cada onda da tempestade e deixar-me enrolar até chegar a perder-me.
Quero as palavras todas no meu poema até sentir saudades de não ter palavra nenhuma.
Quero as flores e as cores vagabundas pelo meu corpo até que o disfarce me mostre de novo ao mundo.
Quero o abraço mais longo das eras até encher os rios todos.
Quero beijos molhados pelas noites e madrugadas até transbordar.
Quero canções de Inverno e lareiras de ternura até nascer de novo.
Quero-me.

Maria said...

joão aguiar

Muita bondade a tua. Simplesmente tenho o "vício" de fotografar... mais o mar do que qualquer outra coisa.
Muito obrigada, e um beijo

Maria said...

pedro branco

Que forma linda tens de (te) querer!
O teu comentário é um verdadeiro post.
E eu queria... escrever como tu...

Delfim Peixoto said...

mas quem tudo isso tem, terá esse alguém, um dia!
jnhs

chuvamiuda said...

...............

por muito que tenhamos, achamos sempre que temos pouco

mas há mesmo quem nada tenha

mas o poema é lindo

..............

Abraço e bom dia

Pedro Branco said...

Não queiras, Maria. Era um desperdício. Escreve como tu!

Desassossego said...

Não tarda chegará vindo de peito aberto para receber tudo que tens e multiplicar com tudo o que terá para ti.
Beijo doce.

Maria said...

delfim

É verdade, sim, um dia...
bjs

Maria said...

chuva miuda

Há gente como tu descreves, mas eu não estou aí incluída.
E sinto-me bem com o que já tive/tenho.
Abraço

Maria said...

pedro branco

És um querido. Mas eu gostava... porque sinto o que escreves de uma forma mt intensa...

Beijo

Maria said...

desassossego

Já veio...
Beijo