Friday, August 01, 2008

Das Escolhas do Pedro Branco...


oAm0rÉ...

Só o amor sabe o que é
Só a saudade e a dor aconchega
Que nem sempre o amor sabe quando é
Que a vida se desfaz e desassossega
Porque o amor deve ser dito
Mesmo quando for interdito
Ou quando estiver zangado
Mesmo quando adormecer em paz
Ou andar muito calado
O amor só é amor quando se faz
Quando se incomoda, quando se diz
O amor só existe na raiz
De cada palavra, cada gesto, lembrança...
O amor é sempre criança
Por isso não pensa...
E isso é que é tão bom!

(O livro já está à venda, por 6 euros.
O Pedro pode ser contactado pelo mail indicado no perfil)

22 comments:

Son Poemas said...

Me encantó el final. Bello y certero.

Gracias.

tempoparaamar said...

Tentado regressar, e agradecedo seus abraços e todo o carinho, obrigada Maria.Beijinho e bom fim de semana.Salomé

Fernando Samuel said...

Ou: «a medida do amor é não ter medida»...

Um beijo grande.

Maria P. said...

Finalmente o livro!:)

Beijinho Maria*

salvoconduto said...

O amor é sempre criança, sem margem para dúvidas.

Abreijo.

Fátima said...

Em relaçao ao teu comentario no meu blog, sei que tens razao........
mas se nada fizermos contra as injustiças, continuarao a existir cada vez mais.....
Trazer aquele bom homem ao mundo seria impossivel,a ideia é dar uma vida digna a uma mulher e uma filha que nao ficaram nas melhores condiçoes, tendo em conta que a viuva em questao, luta contra um cancro....acho que neste mundo há pessoas que nasceram para sofrer.
Quanto ao Amor,a quem tantas vezes dedicamos posts, será que seremos umas eternas apaixonadas?
É ele uma das grandes razoes do nosso melhor sorriso, ninguem pode viver sem amor.....ele é o dos mais importantes ingredientes da vida.


Deixo-te um abraço carregado de carinho e um desejo de um excelente fimm de semana!!

Marta said...

Gostei muito deste poema, simples mas bonito :)

Sunshine said...

Este é o poema que precisava de ler. Os últimos três versos são aquilo que sinto no momento.
Obrigada por o partilhares conosco.
Beijinhos com raios de Sol

Parapeito said...

Belo poema :)

E tambem penso que o Amor é sempre criança...porque nos faz ser e dar o melhor de nós

Um fim de semana cheio de azul e brisas mansas***

JOSÉ NEVES said...

O amor é lindo de verdade, fabulosas as palavras que o Pedro Branco passou para o papel.

Excelente, um beijo com amizade.

RESSACA said...

Aqui nasceu o Espaço que irá agitar as águas da Passividade Portuguesa...

Agulheta said...

Querida amiga.Agradeço as palavras deixadas no post e blog,muita coisa devia de mudar! Entre as quais as mentalidades,sobre este poema,gostei bastante,presumo que seja um novo escritor,neste caso poeta.
Beijinho de amizade bfs Lisa
vai aqui se poderes!http://maripossa.blogs.sapo.pt

Filoxera said...

Lindo, com um remate melhor ainda.
Beijos.

em azul said...

Começo bem as minhas visitas. Numa ilha... uma pequena maravilha!
Com um poema de amor que não pensa por ser criança.
Serei criança?
Sei que é bom, sim!
E o meu... é em azul.


Obrigada pela tua visita e pelas tuas palavras no meu mundo virtual.
Eu sei que aqui voltarei.
Abraço

heretico said...

gsotei muito do poema. de um poeta para mim desconhecido.

grato.

beijos

heretico said...
This comment has been removed by the author.
Ana Camarra said...

maria

vim no seu rasto e adorei e vou voltar...camarada!

beijo

Maria said...

Muito obrigada a todos que passaram por aqui.
Vale a pena dar uma olhadinha no blogue do Pedro....

Beijos a todos

mariam said...

Pedro Branco, também gosto (muito) da suas escrita (da que conheço).

Maria, parece ser uma pessoa muito querida, solidária e amiga, demonstrou-o neste "post".

bom fim-de-semana
um sorriso :)

Lúcia said...

Óptima notíca. Já tardava.
Ganhamos todos.
Beijinhos

O Sibarita said...

Ô dona moça! kkk Esse Pedro é retado mesmo!

O moço em questão é muito bom sim!

Vale a pena comprar o livro dele, faça fé!

bjs
O Sibarita

BlueVelvet said...

É um maravilha o blog do Pedro.
Por isso irei comprar o livro.
Beijinhos Maria