Wednesday, August 27, 2008

Porque me apetece Ary dos Santos...

Auto-Retrato

Poeta é certo mas de cetineta
fulgurante de mais para alguns olhos
bom artesão na arte da proveta
narciso de lombardas e repolhos.

Cozido à portuguesa mais as carnes
suculentas da auto-importância
com toicinho e talento ambas partes
do meu caldo entornado na infância.

Nos olhos uma folha de hortelã
que é verde como a esperança que amanhã
amanheça de vez a desventura.

Poeta de combate disparate
palavrão de machão no escaparate
porém morrendo aos poucos de ternura.

(vou ali. depois volto logo logo)

44 comments:

salvoconduto said...

O poeta do combate, é assim que o recordo.

Abreijo

Leticia Gabian said...

Poeta de combate, porém morrendo aos poucos de ternura


Que belo auto-retrato!



Beijão, miga-irmã...vai num pé e volta noutro!

mfc said...

Ele tem uma força fantástica...

Eduardo Aleixo said...

Ary dos Santos é dos poetas portugueses com mais força e mais talento.
A sua força poética é a de uma corrente violenta, vertiginosa, frenética, impetuosa, ardente, que mete respeito, e faz pensar no mistério - falo por mim - da origem desta energia tão poderosa, que ele pôs ao serviço da arte e depois da política, e dentro desta, do PCP.
Independentemente das questões ideológicas e das concepções estéticas, eu sempre me curvei perante o seu enorme talento e quero que saibas, Maria, que o Ary, para mim, é uma força poética da natrureza, deslumbrante, e que nos deixou uma tela magnífica de arte poética, que se impóe por si mesma. Viva o Ary.
Um beijo para ti
E olha...nada!
Tudo vai passar.
Mas não é o Ary que...
Um beijo.

EA

Vieira Calado said...

Todos nós, neste tempo de Verão, vamos ali... e já voltamos!
Até Setembro, amiga!

Ana said...

Ary dos Santos apetece sempre... até a mim... e nunca cansa.
O último verso é lindo.
Um beijo, Maria, e volta logo logo.

Elliana Alves Rio de Sonhos said...

Poeta de combate disparate
palavrão de machão no escaparate
porém morrendo aos poucos de ternura.


Lindoooooooo poema.
Ah!Volta mesmo tá e passa lá no meu Fragmentos,bjsssssssss de luz,boa noite!

C Valente said...

Boa noite, tenho andado um pouco arredado por afazeres profissionaisque felizmente acontece
Saudações amigas entre amizades não esquecidas

FERNANDA & POEMAS said...

Olá querida Maria, lindo o poema dessa força da natureza, que foi o Ary dos Santos.
Foi-se o Homem, mas ficou a sua magnífica obra... Obrigada Amiga!
Beijinhos de carinho e amizade,
Fernandinha

O Sibarita said...

Eita poemaço reta do meu Deus!

Essa Maria descobre é coisa boa!

Oxente! Toda hora essa moça diz que vai ali e volta logo? Que diabo é esse mwu Senhor do Bonfim?

Só batendo os tambores em cachoeira para ver no que dar... kkkkkkkkkkkkk

bjs
O Sibarita

Deusa Odoyá said...

Olá minha doce amiga MARIA.

Que lindo poema.
Estás de parabéns, mas não demores,
viuuuuuuuuuu.

Sua nova amiga.

Regina Coeli.
Te aguardo em meu cantinho.

zmsantos said...

Quando se tem a poesia do Ary no corpo, só na luta se pode morrer, e mesmo assim, de ternura.

Que viva o Ary!

Beijinho

poesianopopular said...

Maria
Com Ary, a verdade era mais verdadeira.
Bjos

lgbolhares said...

Mas tu não páras quieta??? :)

Beijinho

Maria P. said...

Apetece sempre...

Beijinho, e volta logo, logo*

pin gente said...

foi um beijo que aqui vim deixar
acompanho com um abraço pra rimar
luísa

Fernando Samuel said...

«Morrendo aos poucos de ternura»: é o Ary - que é, talvez também por isso, o Poeta da Revolução de Abril..

Um beijo grande.

Gerlane said...

Interessante e inusitado conceito.

Beijos pra ti!

bettips said...

"Poeta castrado, não!"
Um dia a gente cruza-se... acho...
em algum lugar de maravilha!
Bjinho

Cris Caetano said...

E porque tens bom gosto.

Mas lá vou eu de novo ficar aguada... cozido à portuguesa? Pra quem anda com uma colher de sopa disso e legumes A e B, quatro colheres de sopa... é uma maldade!

Beijinhos e volte logo!

Ana Patudos said...

O nosso Ary.
Ficará para sempre na memória de quem lê e ouve ainda hoje os seus poemas
beijinhos
fica bem
Ana Paula

Olha Maria eu talvez vá a Peniche ou Baleal, lá para o dia o fim de semana de 5,6,7 Setembro, mas ainda não sei onde ficar .O que me aconselhas que não seja caro?

Fátima said...

Olá Doce Maria!!
Hoje o "Vivências" está de parabens, tenho o enorme prazer em convidar-te a uma fatia de bolo.
Esta festa tambem é tua, é aos amigos que devo este ano de permanencia nesta grande comunidade.

Deixo-te um beijo e um desejo de que nao faltes a minha festa:)!!
O meu enorme obrigada por todo o carinho deixado no meu cantinho.

Sal said...

E apetece-te muito bem.
A mim também me apetece sempre que o leio... Porque é o poeta da ternura.
Beijinhos

Olhos de Mel said...

É linda! Ser poeta, é dor e amor, sorrir e chorar, é ser alma e coração.
Ser poeta as vezes dói, as vezes não, porque o poeta vive no limite da emoção!
Beijos

Lúcia said...

Que dizer? É o Ary.
Obrigado, Maria
Beijinhos

Bípedes said...

Parabéns por este blog tão poético e te lembrar que as palavras que nos une, são as mesmas que nos separam.

Um abraço!

as velas ardem ate ao fim said...

Ainda bem que te apetece!

bjo

tempoparaamar said...

Belo auto-retrato, vai e volta.Beijo Maria

Paulo Lopes said...

Reconheço o cheiro desta ilha, a julgar pelo que aqui leio e vejo.
Gostei das tuas influências. Voltarei com mais tempo para outro comentário.

Maçã com Canela said...

"Nos olhos uma folha de hortelã
que é verde como a esperança que amanhã
amanheça de vez a desventura."

Saudades maria

Rosa dos Ventos said...

Sabe sempre bem reler Ary!

Abraço e bom regresso

FERNANDA & POEMAS said...

Olá querida Maria, a menina foi de férias ?
Espero que descanses e deixo-te muitos beijinhos,
Fernandinha

Miosotis said...

... um excelente poeta! Morreu precocemente :(
Precocemente 'esquecido' também...

Sensibilizada pelo olhar em 'fragmentos'!

malukinha d'arroios said...

Maria

vai e vem... e________ volta logo logo!


Fazes muita falta, já quase não tenho olfato, não sinto o cheiro, não sinto...

Bjinhuuusss

elvira carvalho said...

E não há dúvida de que é um apetite excelente.
Parabéns pelo premio.
Um abraço

dona tela said...

Tive o meu primeiro SELO!

Beijinhos.

Gerlane said...

Deixo-te o desejo de um bom fim de semana!

Beijos pra ti!

Apenas eu said...

E... tens bons apetites...

vai e volta. fazes-me falta.

beijos

Filoxera said...

Até breve!
Beijinhos.

em azul said...

Derrete-se de ternura... nos (a)braços de Um alguém que geralmente sabemos bem.


Obrigada pela visita do ali onde foste...

Um beijo, Maria da ilha
em azul

C Valente said...

Bom fim de semana
com saudações amigas

Rotiv said...

Bom gosto :)

o Blogue dos Manteigas de visita a este espaço :) via Alfazema Azul.
Abraços da Serra da Estrela
http://bloteigas.blogspot.com/

Maria said...

Muito obrigada a todos que por aqui passaram.

Beijos

Justine said...

Apeteceu-te muito bem, vale a pena ler Ary sempre!