Sunday, August 24, 2008

Hoje apetece-me Léo Ferré...



C’est extra (1969) – Léo Ferré

26 comments:

pin gente said...

não posso ouvir à noite, maria.
volto mais tarde.
beijo

salvoconduto said...

É uma boa maneira de iniciar o Domingo, sem dúvida.


Abreijo.

Fernando Samuel said...

E apetece-te muito, muito bem.

Um beijo.

poesianopopular said...

E eu amiga, bora nessa!
Obrigado pela escolha e pela partilha!
Bjos amiga

samuel said...

Os apetites são uma coisa tramada!
E então quando são assim... classe "gourmet"... :)))

Abreijos

BlueVelvet said...

Era para me fazeres chorar?
Conseguiste.
Toma lá de presente:

Une robe de cuir, comme un fuseau
Qu'aurait du chien sans faire exprès
Et dedans, comme un matelot
Une fille qui tangue un air anglais
C'est extra

Les maudits blues qui chantent la nuit
Comme du satin blanc de marié
Et dans le port de cette nuit
Une fille qui tangue et vient mouiller

C'est extra, c'est extra, c'est extra, c'est extra

Des cheveux qui tombent comme le soir
Et d'la musique au bas des reins
Ce jazz qui jazze dans le noir
Et ce mal qui nous fait du bien
C'est extra

Ces mains qui jouent de l'arc-en-ciel
Sur la guitare de la vie
Et puis ce cri qui monte au ciel
Comme une cigarette qui brille

C'est extra, c'est extra, c'est extra, c'est extra

Des bas qui tiennent haut perchés
Comme les cordes d'un violon
Et cette peau qui vient troubler
L'archet qui coule ma chanson
C'est extra

Et sous le voile à peine clos
Cette touffe de Noir Jésus
Qui ruisselle dans son berceau
Comme un nageur qu'on n'attend plus

C'est extra, c'est extra, c'est extra, c'est extra

Une robe de cuir, comme un oubli
Qu'aurait du chien sans faire exprès
Et dedans, comme un matin gris
Une fille qui tangue et qui se tait
C'est extra

Les maudits blues qui s'en balancent
Cet ampli qui n'veut plus rien dire
Et, dans la musique du silence
Une fille qui tangue et vient mourir

C'est extra, c'est extra, c'est extra, c'est extra.

Cada gosto mais "exquisit" que esta mulher tem...
Beijinhos extra

O Sibarita said...

Eitá Maria danadinha! kkk

Essa música é demais e dançando assim coladinho, rosto no rosto, corpo no corpo e ai? kkkkkk Né não dona moça? Hummmm kkkkkk


bjs
O Sibarita

rosa dourada/ondina azul said...

Belo gosto
num Domingo de Agosto :)


Beijinho,

mfc said...

E apetece-te lindamente... um dos melhores "diseurs" que conheço!

Anonymous said...

Maria...
Ouvi... ouvi... li a letra da blue velvet foi mais facil de entender...

és mesmo multifacetada e muito muito especial.
O meu carinho por Ti é imenso...
vou ficar por aqui mais um bocadinho a ouvir a tua excelente escolha, entretanto, beijos sempre meus no teu coração.

Manuela

zambujal said...

... para saborear...
Obrigado

Meg said...

Maria,
Léo Ferré, mais uma cumplicidade a juntar às outras, porque a mim me apetecem sempre... Avec le Temps, La Solitude, Les Anarchistes ... tudo de Léo Ferré.

Beijos

Justine said...

Um apetite de alta qualidade!Que me soube bem saborear também.Obrigada:))

Manuela Fonseca said...

E apeteceu-te tão bem... Música linda!

Beijo, Maria*

De Amor e de Terra said...

Olá Maria, boa noite Amiga! Venho retribuir a visita e dou de caras com alguém que a mim também me apetece com muita frequência. Obrigada; foi belíssima a partilha.
Beijos

Maria Mamede

isabel victor said...

Oh que bela escolha ! Sou "viciada" na solitude ... e ... etc etc etc

Adoro Leo Ferré

(vou juntar ao meu pudim de bacalhau e ... concordo contigo, Maria, tb corto na manteiga. As receitas antigas usavam e abusavam da gordura, mas os tempos são outros ...)

Bj* iv

O Profeta said...

Uma rosa breve
Uma hortênsia de alva cor
A terra molhada pelo sereno
Nos celeste paira um Açor

A madeira verde, a dança do fogo
O embalo do loureiro no vento, o alecrim
Um ribeiro de inquietas águas
Levam o perfume das mágoas em viagem sem fim


Convido-te a sentir a minha paleta de aromas


Mágico beijo

Rosa Maria said...

Também eu, que sou fã da música francesa doutros tempos, sinto por vezes vontade de a escutar.

E lá vem o Brel, Reggiani, Dalma, Becaud, Aznavour, Brassens a Piaf, e outros tantos...

Beijos

Anonymous said...

ohhhhh foi-se, mas fica a intenção

Gerlane said...

E apetece-me deixar-te um abraço, e um desejo de uma ótima semana!

em azul said...

Olá Maria
Vim deixar um beijo.
Não sei o que aconteceu ao teu comentário - fugiu?
Beijo em azul (hoje celeste)

Eduardo Aleixo said...

Mariazinha:

Leo Ferrér:

Comoo ficar indiferente!?

1969!

Ma jeunesse!

La rose c,ést l,important|! ( Gilbert Bécaud ).

Tu dis non avec la tête, mais tu dis oui avec le coeur!( Jacques Prévert)

Tombe la neige... ( Adamour )

A língua francesa.Paris. O centro do mundo.

Hoje. é o inglês.

Processo de mudança. Sempre.

Mas é tão bom recordar o que permanece doce na nossa memória.

Boa semana que aí vem.

Beijo, do amigo

Eduardo

Maria P. said...

Que bom gosto...assim...

:)Beijinho, Maria*

FERNANDA & POEMAS said...

Olá querida Maria, linda a bela música que nos deste, Amiga!
Beijinhos de carinho,
Fernandinha

Maria said...

Muito obrigada por terem passado aqui.

Beijos

joão marinheiro said...

Gostamos do Leo.
Sempre.
Abraço em obras