Wednesday, October 29, 2008

Falo-te


Falo-te das águas dos rios e das marés
Falo-te das vinhas do vinho e do mosto
Falo-te de Outubro e do mês de Agosto
E das ondas que rebentam a meus pés
Falo-te do mês de Setembro em duplicado
Da vida, da morte, ou de um lamento
Pois quando nos despimos a um tempo
Tudo o resto perde todo o significado.

40 comments:

Ludo Rex said...

Tudo o resto... Kisses

margusta said...

LINDO Querida Maria!!!

Beijinhos para ti!

salvoconduto said...

Por favor não deixes de me falar, venho aqui todos os dias para te "ouvir".

Abreijo.

samuel said...

"Tudo o resto perde todo o significado"

Ao contrário destes versos, que a cada leitura os vão ganhando, novos...

Abreijos

Joao P. said...

Pois é Maria:

A mim, hoje, sobram-me palavras. Não sou capaz de lhes falar.

Se o texto fosse meu, mudaria para escuto
bjs

João P.

Lúcia said...

Não sei que diga. Li-o vezes sem conta, Maria.
Lindo! (é pouco, bem sei...)
Beijinhos

FERNANDA & POEMAS said...

Olá querida Amiga Maria, LINDO, LINDO...Sublime!... Beijinhos de carinho,
Fernandinha

Vieira Calado said...

E fala bem,
porque o poema está bem construído
e ficou muito bonito.

Bjs

Carminda Pinho said...

Onde vais buscar tanta inspiração, Maria?
Está lindo o poema, e pode dizer-nos tanto...

Beijos

zmsantos said...

Olá Maria. Foi directo ao coração (acho que nem passou pela cabeça)
Gostei muito...

isabel mendes ferreira said...

TU NÃO.



tens o significado das palavras sentidas e largadas sobre as marés!.



beijo Maria!


(obrigada)

A CONCORRÊNCIA said...

Dizes-nos sempre coisas tão lindas, que ás vezes tenho dificuldade em comentar os teus posts. Deixas-me sem palavras ...

Beijos

Teresa Durães said...

O significado de todas as coisas é do melhor que existe. Vem sempre o desalento quando os deixamos cair

Serenidade said...

A vida só o é quando temos todos os momentos bem integrados na nossa vida. Não esqueecer nada, nem ninguém e viver o momento presente sem ressentimento do passado, nem com saudade exagerada, talvez seja o segredo de uma vida feliz. Assim como não nos preocuparmps muito com o futuro pq se há coisa que não podemos controlar é o desenrolar das situações e da vida...


Serenos sorrisos

Serenidade said...

A vida só o é quando temos todos os momentos bem integrados na nossa vida. Não esqueecer nada, nem ninguém e viver o momento presente sem ressentimento do passado, nem com saudade exagerada, talvez seja o segredo de uma vida feliz. Assim como não nos preocuparmps muito com o futuro pq se há coisa que não podemos controlar é o desenrolar das situações e da vida...


Serenos sorrisos

Utopia das Palavras said...

Bonita forma de falar Maria.

Falo-te também da amizade
De tudo o que dou de mim
Da festa, da solidariedade
Da vida, da gratidão sem fim!

beijinhos
ausenda

pin gente said...

fala-me de ti
fala-me da tua força
fala-me das lágrimas
e dos soluços que calas
fala-me de maio
das cerejas doces, dos cucos.
dos amores de primavera,
das andorinhas que chegam aos beirais
fala-me dos teus voos
das partidas, das chegadas
fala-me da saudade
dos dias de amizade
fala-me da noite
e eu calo-me para te ouvir falar.


um beijo grande, maria
luísa

Zé dos Anzóis said...

Eu vou plagiar o meu amigo ZMSantos
Via verde direitinho ao coração.
Beijo
Za

FERNANDA & POEMAS said...

Olá querida Maria, desejo-te um belo dia... Beijinhos de amizade,
Fernandinha

rosa dourada/ondina azul said...

Falas da vida
e
de amor !

Beijo p ti,

Maria P. said...

Belíssimo...

beijinho, Maria*

fj said...

como o post é constituido pela imagem e pelo texto, fujo ao texto e dou-te os meus parabéns pelo conjunto imagem-texto...
sabes porquê?
sabes?
-porque "Tudo o resto perde todo o significado"

um Beijo meu, Maria

Ps: não contraries as minhas aptidões na minha nova area profissional...sim?
:))

Pelos caminhos da vida. said...

Atráves do blog(a ilha),vem conhecer e sentir o Cheiro da Ilha, hum...tem cheiro de poesia,amizade,amor,gostei daqui.

Desculpe a invasão.

Boa tarde.

beijooo.

Anonymous said...

Embora no poema haja literalmente um falar da Natureza, de parte dela, no entanto há sobretudo um falar de interioridade, que se pretende comunicar a quem sirva, a quem queira «ouvir» e... aceitar. Poema bom, cujo verso oscila entre a medida heróica e alexandrina, fluindo bem a leitura. Parabéns.

Fernando Samuel said...

Muito bonito - e muito bom.


Um beijo grande.

veritas said...

Olá Maria!

Como são sempre belas as tuas palavras!
É sempre bom estar aqui e partilhar dos teus valores.

Bjs.

em azul said...

Perde... como toda a razão (se é que a razão é para aqui chamada!)
Perde... com toda a emoção...

Gosto de te ler assim, em palavras de paixão.
Beijo
em azul

Nilson Barcelli said...

E falas tão bem cara amiga.
Beijinhos.

Agulheta said...

Maria. Quem tem o coração grande assim escreve.
Beijinho

C Valente said...

Muito bem ,Gostei
Saudações amigas

Rotiv said...

Olá :)
O Blogue dos Manteigas passou por aqui, via Rosmaninho da Serra :)
Um abraço,
http://bloteigas.blogspot.com/

amigona avó e a neta princesa said...

Obrigada amiga! As tuas palavras sabem-me a mel! Fico sem jeito, sem saber o que dizer! Parabéns!
beijos, linda...

MisteriosaLua said...

É por estas e por outras que sou uma leitora silenciosa...

Eduardo Aleixo said...

De acordo contigo, Maria, seja em que mês for.
Beijho.
EA

mariam said...

Maria!
este poema...
não consigo comentar,
deixo só um beijo
e um sorriso emocionado :)
Obrigada!

mariam

Maria said...

Muito obrigada a todos que passaram.

Beijos!

BlueVelvet said...

Já aqui vim 3 vezes. Leio, torno a ler e leio outra vez.
E sai-me sempre a mesma palavra: lindo.
Por isso é isso que fica:LINDO DEMAIS.
Beijinhos

Leticia Gabian said...

Maroca,
É mesmo assim... E dizes de uma maneira muito tua.
Beijo enorme, amiga-irmã

joão marinheiro said...

Um abraço do mar a norte.

O Sibarita said...

Pois é moça das marés e dos mares eu estou despido faz tempo... kkkkkkkkkkkkkkkk e ai? kkkkkkkkkk


Maria você é danada nos versos, que bom!

bjs
O Sibarita