Wednesday, October 08, 2008

Um poema do Pedro, escolhido ao acaso...

iGnOrÂnCiA

Sei que não sou praia e que tu nunca serás a onda que me beija o corpo.
Sei que não sou vento e que tu nunca serás a nuvem que me cobrirá de branco e algodão.
Sei que não sou cidade e que tu nunca serás o tempo que me construirá mais um bairro.
Sei que não sou flor e que tu nunca serás a cor que me pintará os aromas.
Sei que não sou terra e que tu nunca serás a água de me penetrar a alma e me fazer fecunda.
Sei que não sou verso e que tu nunca serás a palavra que me levará para longe.

Sei que existo. E que existes. Apenas.


(há outros poemas do Pedro de que gosto mais. Mas são muitos. Perante a dificuldade em escolher UM, abri o livro ao acaso, na página onde está este...)

35 comments:

Sal said...

Muito bonito e leve. Era mesmo isto que eu queria a esta hora.
beijinho grande de saudades

Ana said...

Sei que me fizeste vontade de ler mais.
Para o Pedro Branco os meus votos de muito sucesso.
Um beijo para ti, Maria.

lisse said...

Muito semelhante ao que eu gostaria de dizer a alguém...

abraço forte

Eduardo Aleixo said...

Bonito, o poema.
Parabéns ao autor e felicidades.
Eduardo Aleixo

JOCENDIR CAMARGO said...

Fascinante e belo... Parabéns por sua sensibilidade...

SMA said...

Permite-me... vou roubar este poema, pk sim...
.
.
.
há mais alguens neste poema...
.
.
existências, digo

bjo para ti
polén fecundo

Fernando Pinto said...

Gosto muito de poesia! Obrigado pela partilha...

Abraço

BlueVelvet said...

Depois de ler os poemas do Pedro no blog, este é o mais leve sendo, contudo profundo.
Sei que existo e que existes...Assim sendo, que mais interessa?

Ps: tá-se mesmo a ver que estivemos a fazer a mesma coisa. LOL

amigona avó e a neta princesa said...

Lindo! Estou arrepiada, por isso deixo um abraço e logo que posa venho...hoje, a partir das 16h vou ser SÓ avó!!!Beijos...

Apenas eu said...

"Sei que existo. E que existes. Apenas"...
Estou ansiosa por o ler todo.
Está quase:)

Beijos Grandes
GMT

dona tela said...

E se falássemos de coisas divertidas?

Um beijinho da Tela.

Fátima said...

Olá Maria!
Desde já o meu sincero obrigada pelas tuas palavras.
Porque é que por vezes há duas pessoas tao similares, que nao podem estar juntas.....

Deixo-te um beijo e um desejo de uma execelente semana.

Teresa Durães said...

gostei bastante

tempoparaamar said...

Bela escolha Maria e parabéns ao Pedro pelo lançamento do livro.Beijinho

do zambujal said...

Gostei. Para começar...
Queres fzer o favor de nos representar?
Beijos

pin gente said...

sei que correrá muito bem!
será olançamentoquevosune (aí em lisboa).
beijos para os dois
luísa

em azul said...

Foi portanto uma das possíveis "Escolhas"... ao teu acaso.
Também gosto de abrir ao acaso livros de poesia ou pensar num número e abrir na correspondente página. Quando o livro é bom acertamos sempre, não é? Parece ser o caso. Parabéns!

Espero que logo seja uma noite bem passada para todos.
Um beijo, Maria da ilha
em azul

Leticia Gabian said...

"Sei que existo. E que existes. Apenas."

Pronto... Isto já me basta.

Parabéns ao Pedro
Beijo grande, amiga-irmã

Zé dos Anzóis said...

Sei...Tanta coisa boa este poema me faz recordar, coisas que agora apenas eu sei.
Beijo
Za

Serenidade said...

Belíssimo,

certamente terá muito sucesso, aliás já tem, é obra de excelente qualidade.

Serenos sorrisos

Agulheta said...

Maria. Obrigada amiga pela partilha deste poema,é lindo leve e com uma suavidade que adorei.
Beijinho

Agradeço a visita e as palvras.

Justine said...

Pela "amostra", vale a pena ir já comprar o livro!
Que seja um sucesso:))

Fernando Samuel said...

Um belo poema.
Obrigado.


Um beijo grande.

Delfim peixoto said...

Sempre na vanguarda do que é Belo e "sumarento"
jnhs

as velas ardem ate ao fim said...

O Pedro é fantastico!

um bjo

C Valente said...

Muito bem
Saudações amigas

C Valente said...

Muito bem
Saudações amigas

Ana said...

As lnhas paralelas são um problema levado da breca, em determinadas situações.
Gostei muito do poema.

Beijinho

Mié said...

Gostei.

___ignorância ou saber?

e

deixo-te um beijo


do tamanho da tua ilha

Luis F said...

Uma escolha muito boa... adorei ler, porque tb adoro o Pedro e a sua escrita.

Parabéns amiga pelo que és e pela amizade que tens em ti para com os teus amigos.

Um beijo
Luis

O Sibarita said...

Oi dona Maria!

Ao acaso também lhe digo que abri o meu livro e achei cada poesia! E você tava lá!

Valhei-me Deus! kkkkkkkkkkkkkk

Belo poema, moça eu não tenho livro não viu? kkkkk

bjs
O Sibarita

Maria said...

zé dos anzóis

Gostei de te ver por aqui.
Abraço-te, sei do que falas... um dia destes abraço-te a sério...

Beijo

Maria said...

Muito obrigada a todos que passaram por aqui.
O Pedro é um homem com poesia (lá) dentro...

Beijos a todos

batista said...

realmente, mui belo! gostei de conhecer o poema de Pedro Branco e o teu espaço, é claro!!!

deixo um abraço fraterno.

Lúcia said...

Lindíssimo. Tocante. Como quase tudo o que escreve.
Beijinhos