Monday, April 09, 2007

Porque me faltam as palavras, de novo Brecht


Há homens que lutam um dia, e são bons
Há os que lutam um ano, e são melhores
Há homens que lutam muitos anos, e são muito bons
Mas há os que lutam toda a vida...
Esses... são os imprescindíveis...

(Bertolt Brecht)

36 comments:

gaivota said...

Além da paisagem que até me parece algo familiar...
Por isso e muito mais seguirei sempre lutando, ainda que os resultados não se movam muito...
Beijo

Leticia Gabian said...

Os que lutam a vida toda e os que pensam e escrevem pra nós/por nós(como o próprio Brecht), são imprescindíveis de verdade.

Que te voltem as palavras, rapidinho.

Beijo grande, amiga

al cardoso said...

Profundo!!!

Espero que tenha tido uma boa Pascoa.

Um abraco d'Algodres.

Gi said...

A vida é uma luta constante, cada um de nós, à sua maneira, é um herói.
Eu sei que estou a simplificar, esta frase tem um sentido muito mais lato do que um simples olhar para o umbigo. Muitas nações têm os seus "bravos" muitos "resistentes" eles os verdadeiros imprescindíveis. Não lutavam por eles, mas por ideiais.

Enfim, a luta continua ...

beijinhos

poetaeusou said...

\\\
Do rio que tudo arrasta, diz-se que é violento. Mas ninguém chama violentas às margens que o comprimem
\
in) brecht
\

Bia said...

Sem dúvida alguma estamos perante uma grande verdade!
Nunca desistir é o mais importante seja em que circunstância for seja qual for o motivo.
beijo grande

sonhadora said...

Desejo-te uma boa semana. Gostei muito do teu poema.Beijinhos embrulhados em abraços

Claudia said...

Chego aqui, depois destes dias de ausência e leio estas palavras...

Não imaginas o quanto me dizem estas palavras. Tanto tanto tanto tanto.

Obrigada por me as fazeres ler, agora, neste momento.

Beijo emorme

Sininho said...

Se te faltam as palavras, tens sempre alguma imagem linda para nos mostrar...

Beijinho.

entre linhas said...

A marca das persistência humana...

Bjs Zita

Maria said...

gaivota

É preciso continuar lutando, sim, e cada vez mais...

Beijo

Maria said...

leticia gabian

São imprescindíveis, sim...
As palavras voltarão, quem sabe, daqui a bocadinho...

Beijo grande, amiga

Maria said...

al cardoso

Obrigada, esperoa que a tua tenha sido também agradável.

Um abraço

Maria said...

gi

É, gi. Esses que lutam até ao fim pelos ideais são os imprescindíveis...

A luta TEM de continuar, Amiga

Beijos

Maria said...

poetaeusou

Da violência, o nome.

Inté

Maria said...

bia

É nunca baixar os braços, é ir sempre a luta...

Beijo grande

Maria said...

sonhadora

Este poema é de todos nós.

Boia semana para ti...

Maria said...

claudia

Ainda com estas palavras do Brecht há uns dias, a "martelarem-me" a cabeça. Também me dizem muito, muito.

Sairam agora, precisava mesmo de fazê-lo, acreditas?

Beijo grande

Maria said...

sininho

Pois, acho que imagens não me faltam...
Às vezes a "veia" é que preguiça um pouco...

Beijinho

Ana Patudos said...

Palavras sensatas e verdadeiras.
Grande Brecht.
beijos
Ana Paula

Maria said...

entre linhas

Eu diria mesmo persistência de ferro...

Beijo, Zita

Maria said...

ana patudos

Concordo contigo, grande Brecht

Beijos

nanda said...

É sempre repousante passar na tua ilha.
bjs

Maria P. said...

Já escolhi estas palavras para a Casa. Dizem tanto.

Beijinho*

Maria said...

nanda

Muito obrigada. Nas tuas também...

Bjs

Maria said...

maria p.

Dizem tudo... para quem entende...

Beijinhos

rui said...

este poema entra num disco do Milton Nascimento, já não me lembro qual... é dito em castelhano. foi aí que o descobri. Há mais de vinte anos...

Luna said...

As palavras podem-te faltar, mas a sensibilidade, essa esta em ti, no que escreves, no que procuras para postar .
jinhos

João JR said...

Mas neste já tenho...e muito!
Grande sábio:) Grandes verdades!!
E já agora Maria, obrigada pelas tuas palavras no meu cantinho. E desculpa a minha ausência, foi por um grande motivo...visita-me e saberás mais:)
Um abraço

Maria said...

rui

Do Milton Nascimento e noutro da Mercedes Sosa e Violeta Parra.
E a seguir cantam "Sueño com serpientes"...

Maria said...

luna

Muito obrigada, Amiga...

Bjinhos

Maria said...

joão jr

Não peças desculpa de ausências...
Afinal sabemos sempre quem nos lê, ou porque nos lê...

Já lá vou.
Beijinhos

bono_poetry said...

ja te li por algumas vezes,,,,nem sei te comentei...penso que sim...
mas matei a curiosidade do que tenho perdido...tens um mundo bonito ..o que te envolve....
virei mais vezes...hoje a desculpa sera...ja e tarde...e sinto .me toldado pelo sono...e cansaco...

Maria said...

bono poetry

Não me lembro de te ver por aqui, mas é possível.
Já passei pela tua segunda casa...

Tem uma boa noite

samaria said...

se a luta não for contra o que mais desejamos, amor, então teremos o que mais precisamos, força.
linda foto... daqui da zona!!!

Tiago said...

Hoje não comentarei com palavras de Brecht, mas sim de Ary dos Santos:

Desbaratamos deuses, procurando
Um que nos satisfaça ou justifique.
Desbaratamos esperança, imaginando
Uma causa maior que nos explique.

Pensando nos secamos e perdemos
Esta força selvagem e secreta,
Esta semente agreste que trazemos
E gera heróis e homens e poetas.

Pois Deuses somos nós. Deuses do fogo
Malhando-nos a carne, até que em brasa
Nossos sexos furiosos se confundam,

Nossos corpos pensantes se entrelacem
E sangue, raiva, desespero ou asa,
Os filhos que tivermos forem nossos.


Um beijo maria, palavras muito bem escolhidas...