Saturday, April 25, 2009

Comemorar Abril com Sophia

Esta é a madrugada que eu esperava
O dia inicial inteiro e limpo
Onde emergimos da noite e do silêncio
E livres habitamos a substância do tempo

(Sophia de Mello Breyner Andresen)

10 comments:

clic said...

Em sua homenagem e de muitos - livres, a qualquer tempo!

Sal said...

Viva ao 25 de Abril. Muitos cravos vermelhos para ti. Um forte e emocionado abraço, mesmo à distância, neste dia especial!
Beijinhos

Vekiki said...

Este poema não abandona as minhas memórias de Abril!
Bom Dia da Liberdade, sempre!

Justine said...

Como dizer melhor?
VivAbril,sempre!

Maria P. said...

Bom dia, Boa Festa!

Beijinho, minha Maria, e um cravo no decote!:)

pin gente said...

senti este aroma em casa de uma amiga comum.
um beijo, maria.

(o meu cravo é antigo, mas não perdeu o cheiro. ainda hoje o colocarei no decote de um belo vestido azul... e enfeitarei a minha casa... eheheh)

beijo
luísa

Joao P. said...

Maria:

Há madrugadas que se esperam que durem séculos!

Beijo

João

bettips said...

Porque me arrepio SEMPRE?
Aqui, abaixo e acima.
Bj Maria

Fernando Samuel said...

«Quem o fez era soldado,
homem novo,
capitão
mas também tinha a seu lado
muitos homens na prisão»


Um beijo grande de Abril.

O Sibarita said...

Esse tempos cruéis deveriam ser repudiados a cada ano com o povo indo para as ruas!

Uma bela quadrada da Sophia.

E Jauá Fia, vem quando? kkk

Se vier não volta mais, ai meu Jesus! kkkkkkkkk


bjs
O Sibarita