Wednesday, November 01, 2006

Ausencia

Quando apenas nos resta o amor
que vivemos
Quando as estradas que percorremos
já não são as mesmas
Quando te vejo em todos os rostos
sem te ver
Quando te desejo todas as noites
sem saber
Quando a tua voz é já apenas
um eco distante
Quando dessa força que me deste
só resta um querer
Tu estás presente – e o teu cheiro
agarra-me
magoa-me
envolve-me na noite
E adormeço, enfim,
Com uma dor no peito
pela tua ausência

11 comments:

Anonymous said...

Maria

Deixaste no blogue "Que é o amor?" uma mensagem que me comoveu.

Quero-te no livro que vou editar.

As regras são simples: o texto não pode ultrapassar as 16 linhas se for poesia, ou o máximo de 90 palavras se for texto corrido.

Envia-me por e-mail para

antonio.rosa@anjo-novalis.com

Parece-te bem uma semana para o fazeres? Mais tempo não posso esperar.

Beijos

Anonymous said...

Quando me enviares o e-mail, não te esqueças d escrever o endereço completo deste teu blogue.

Sabes... recebo dezenas de e-mails por dia e a maioria vai para o lixo.

Moura said...

Texto sentido e por isso mesmo muito bonito!
Fica bem.
Abraço

Maria said...

antónio rosa
Vou pensar durante o dia e, quem sabe, logo à noite sai qualquer coisa... sobre o amor.
Afinal não é assim tão difícil, ele faz parte de nós.
Bom trabalho

Tozé Franco said...

Gostei da foto e do texto.
As Berlengas são um local com sabor...
Um abraço.

AS said...

(...)

a noite, enorme
leva-me os sinais
onde se quedam os teus.
E nas mãos incrédulas,
tingem-se suspiros
de silêncio...


Um beijo...

A Cor do Mar said...

Temos MARIA no livro, que bom:))*

sahara tt said...

Ao acabar de ler este poema disse “PORRA” pela força do poema e pelos sentimentos descritos.
.Eu que vinha escrever sobre uma das minhas paixões a nossa Ilha, li este poema, parei e disse PORRA e pensei, pensei.
O Porra mostra o que senti, (costumo dizer estas palavras por impulso mas não escrevê-las e é a forma de te mostrar como senti a força e a importância dos teus sentimentos) e que me fez pensar que a vida é o bom e o mau e se fosse só o bom não sei se teria interesse, pois é bom lutar,embora que lutar contra a ausencia seja dificil. Este blogg é uma forma de luta.
Conseguistes mostrar bem o que sentes, mas não consegues perceber o que ainda tens para dar, para receber e para viver, por favor pensa nisto.

Maria said...

Obrigada, sahara tt, e não consigo dizer mais nada.
Já sabes como fiquei.
Um beijo

Rui said...

olá miga,

deves entender como fiquei quando te li...

como eu te entendo e te sinto...

Rui said...

Obrigado
Sei que não preciso agradecer, mas o teu abraço é o unico que me conforta, pois sinto nele esse amor que também é o unico que me entende.

Obrigado por existires na minha vida.

RCN