Thursday, November 16, 2006

Entardecer


Quem me dera ter asas
para poder voar
Iria ter contigo onde estivesses
E correríamos junto ao rio
E dançaríamos na relva
Talvez passasse esta angústia
que sinto na garganta

Beijo-te os olhos
E um abraço
grande como a noite
Cobriu-me
quando fizemos amor

8 comments:

Anonymous said...

hummmm , ta lindo :;);)
beijoca*

Anonymous said...

ah sou eu Acordomar

poetaeusou said...

PERGUNTAS !!!
Amor, ouves o Rio murmurar ?
O que dirá a sua voz ?
Estará a falar de nós?
Da nossa forma de amar ?
poetaeusou(felicitandoamaria)

Maria said...

obrigada poetaeusou

Maria P. said...

Grata pela visita à Casa de Maio, deixo a porta aberta...

Fiquei encantada com as imagens neste espaço, parabéns!

Luis Eme said...

Uma foto bonita e um poema sentido...

pitanga said...

Maria, serias tu uma "florista"?

beijos de fim de semana que se aproxima

Maria said...

Pitanga
Eu não seria a florista, porque eu teria ido com ele...
"vai onde te leva o coração" (susana tamaro)
Um beijo