Thursday, November 02, 2006

Terra

Fosse eu mar
e levava-te num barco
sobre águas mansas
até ao pôr do sol
Fosse eu fogo
e aquecia-te nas noites
frias de inverno
até que chegasse o verão
Fosse eu terra
e em mim germinaria
a tua semente
fruto do amor que
não fizemos
mas que vamos fazer
um dia!

6 comments:

A Cor do Mar said...

A esperança ... e o amor..
Oh Maria tu estas a postar palavras muito lindas, cheias de amor. Ta bonito o poema.
Beijoca *

Luis Eme said...

Bonito e sentido...

samaria said...

Sacaste-me um sorriso daqueles que para o descrever teria de dizer o teu nome... A minha patanisca está a dormir, mas manda-te um beijo de Amor, meeenina.

Maria said...

samaria
Um beijo do tamanho do Mundo à patanisca, meeeenina.
Para vocês todo o meu amor.
Obrigada por me visitares também aqui.

Maria said...

Obrigada cor do mar e luís milheiro.
É a única forma que eu sei escrever - o que sinto.
Beijos

AS said...

És a terra que fecundará a semente do amor... um dia!...

Lindo poema!


Um beijo!