Wednesday, November 08, 2006

Tanto mar, tanto mar!

Acabadinha de chegar do concerto, estou assim cheia de Chico:


E foi assim que todos cantámos:

Tanto mar
Chico Buarque

1975
(primeira versão)*

Sei que estás em festa, pá
Fico contente
E enquanto estou ausente
Guarda um cravo para mim

Eu queria estar na festa, pá
Com a tua gente
E colher pessoalmente
Uma flor do teu jardim

Sei que há léguas a nos separar
Tanto mar, tanto mar
Sei também quanto é preciso, pá
Navegar, navegar

Lá faz primavera, pá
Cá estou doente
Manda urgentemente
Algum cheirinho de alecrim

* Letra original,vetada pela censura; gravação editada apenas em Portugal, em 1975.

8 comments:

AS said...

Devia ter sido um belissimo concerto! Inesquecivel...

um beijo...

A Cor do Mar said...

Tanto que eu cantei essa letra ...
Ate sonhaste com o Chico nao? ehehe
Beijocas***
(ja tou bem disposta - nota-se nao?)

Teresa Durães said...

esta música é lindíssima

cantei-a muitas vezes (bom... não pelo 25 de Abril que nessa altura era novinha)

boa tarde!

pitanga said...

Maria já venho aqui. Estive falando com rapaz no MSN e vou papar!

beijos

pitanga said...

...e ele cantou Modinha? "...e o dia amanheceu em paz".
E Atrás da Porta? "Quando olhaste bem nos olhos meus, e o teu olhar era de adeus juro que não acreditei"

Sempre Chico, o maior poeta vivo.

Maria said...

Pitanga
Ele apresentou o último disco, o carioca, mas também cantou outras, que cantámos todos, porque o Chico é o Chico. Quanta cumplicidade no seu posicionamento político, nas suas cantigas, nele todo!
Adorei!

Boa noite para ti

.......Eu te estranhei
Me debrucei
Sobre teu corpo e duvidei
E me arrastei e te arranhei
E me agarrei nos teus cabelos
Nos teus pelos
Teu pijama
Nos teus pés
Ao pé da cama
Sem carinho, sem coberta
No tapete atrás da porta.......

pitanga said...

...reclamei baixinho
Dei pra mal dizer o nosso lar
pra sujar teu nome te humilhar
e me vingar a qualquer preço
te adorando pelo avesso
Até provar que ainda sou tua
Só pra mostrar que ainda sou tua
hum hum hum huuuum

Ê Chico, ê Elis!

beijos ainda que atrasados

Ida said...

Qu'espetáááááculo que o homem está!!!! Ai meu deus! Como alguém pode se interessar por franguinhos com essa oferta estonteante de cinquentões???? (Tá, eu já sei, ele está over age... 60, mas é que eu tou apaixonada por um cinquentão, e esse aí tá tão bom qto o meu objeto de desejo...). Desculpa, Maria... tinha que vir dar um alô! E aí, encontro este atentado à paz de quem chega de um dia que começou as 8h da manhã e ainda não terminou, e já são quase duas da manhã (de novo), nesta Terra de Vera Cruz, (pós Lapa).

Sim... Mas já diziam os Delfins, "saber a mar".. e depois tem o poeta que diz: "da minha língua vê-se o mar" e... e... isto não tem fim se começamos com o mar. Tens toda razão, além de lindas fotos no teu blogue. Até muito breve! Abraço, da beira-mar.