Thursday, November 23, 2006

O beijo


E quando as ondas rebentam
é tua voz que me chama

E quando o vento sopra
é teu corpo que desejo

E quando o sol se esconde
lá ao fundo
deixando um rasto de luz
é o beijo que te dou
com a alegria de voltar
a ver-te

39 comments:

al cardoso said...

Poema lindo!!!

Retribuo o abraco deixado no Historia e Sabores.

Teresa Durães said...

olá

gostei do que li e o mais engraçado é que enquanto recebia o teu comentário pensava nesse S. Martinho do Porto que encheram a minha meninice nos encalorados dias de verão.

Onde comentaste.

"Estreitas ruas brancas inclinadas brilhantes. Do tempo do sol e inocência onde ao longe avistava os barcos pousados na baía. "

Lá em cima, no topo, onde tem o miradouro. :)

Tem um bom dia!!

Anonymous said...

e quando o sol amanhece
é a alegria de voltar a ler-te


beijinhos

AS said...

Maria... tudo começa com um beijo!...

Maria said...

al cardoso
Obrigada pela sensibilidade

Maria said...

teresa
o que tu não sabes é que estive indecisa entre esta foto e outras duas: uma da baía, vista do facho, e outra de uma rua estreita que vai dar à baía...
ele há coisas...
tem um bom dia

Maria said...

avelana
Muito obrigada e continua a deliciar-me com os petiscos da tua casa
Um beijo

Maria said...

frog
Completamente de acordo contigo.
Às vezes também tudo acaba com outro beijo
Um para ti

foreveryoung said...

Gostei do poema!
E da foto também!
Bjs

samaria said...

cada vez que te venho ler e ver apertam-me mais estas estreitas saudades das rochas, da areia e dessa água salgada que tu - e eu também - tanto amas.
agora apetece-me chorar, mas vou conter estas lágrimas que de humidade e chuva já estou eu farta.
fecho os olhos e sento-me num desses barquinhos e deixo-me ir ou ficar, pouco importa. só sei que é bom estar nele sentada a cheirar a maresia, e a agarrar a mão da minha filha com firmeza, não vá ela cair à procura das sereias.

PAULO SANTOS said...

Oi...
Li um commente teu num blogg que frequento e nele me revi!
Por isso (com imensa curiosidade) vim conhecer a autora!
Gostei muito de teu espaço!
Muito mesmo!
Especialmente desta bela imagem num delicioso poema!

Deixo-te um beijo
e um convite

Paulo santos
www.interiornorte.blogspot.com

Besnico di Roma said...

Esta agora!... a rapariga está a dar comigo em doido. A minha praia, a minha baia a amarração do meu “bote”… mais uns milímetros para o lado e até o “meu” refugio ficava na fotografia.
Maria quem és tu?... Ninguém se já nem eu te reconheço… (onde é que eu já li isto?!...)
Ele é Peniche, ele é S. Martinho do Porto… qualquer dia até aparece a fotografia da Meia Praia.
Menina Maria, passe lá no meu “blog” que tenho uma surpresa para si, eheheh. Arranje mais 5 vítimas e vingue-se.
Estou encantado com o “Cheiro da Ilha” temos que nos encontrar no SAMAR ou no OCEANO, gostava de te cheirar, digo conhecer, pessoalmente.
Um beijito, com respeito.

chuvamiuda said...

...............
linguagem simples

e simplesmente bonito
...............


Beijinhos

pitanga said...

Oh,sim a alegria de voltar a ver-te!
beijos

Isabel said...

O beijo... tudo começa com um beijo diz o frog. Acho que tem razão!
Lembrei-me do poeta Alberto Pimenta, que diz que o beijo é uma coisa sublime, nele trocamos algo de essencial á nossa existencia.
No beijo partilham-se os ares.
É essa a beleza do beijo.

Beijo seja como for tem partilha de ar essencial à vida.

Esse teu beijo final deliciou-me quando já deliciada estava na pureza das tuas palavras.

Isabel

Ana Patudos said...

Para se dizer,falar e desejar coisas profundas, não foram precisas muitas palavras. As palavras simples quando sentidas, valem mais que muitas promessas.
É a alegria de viver.

beijinhos
Ana Paula

Tozé Franco said...

Simplesmete bonito...e pronto.
Um abraço

Leticia Gabian said...

Muito lindinho, Maria!
A tua simplicidade enriquece a emoção de quem lê o que escreves.
Beijinhos pra ti.

Anonymous said...

Pois é, o meu computador anda parvito outra vez, não consigo ver a foto, mas o poema, esse está maravilhoso, é tão bom amar, não é?

Beijocas grandes.


FARINHO

DE PROPOSITO said...

Um pequenino texto onde mais que o beijo é o desejo expresso por alguém 'indefinido'.
Um beijo.
Manuel

Maria said...

Samaria
Duas lágrimas de orvalho
Caíram nas minhas mãos
quando te afaguei o rosto
........
não contenhas lágrimas, porque chorar faz bem à alma! É a natureza a limpar-nos!
Os barquinhos estão cá, os barquinhos estão aí, o mar e a praia estão cá e aí, e aí tens duas preciosidades: os teus dois amores.
E afinal são só duas horas e pouco até Amst. e mais 30 min. até alkmaar...
Depois é só apanhar o 25 para Overdie... Sei o caminho, já viste?
Quatro beijos

Maria said...

foreveryoung
obrigada pela visita. ainda bem que gostaste
tem uma boa noite

Maria said...

Paulo Santos
Leio o teu blog há muito tempo.
Vou lá regularmente, sempre que tenho tempo.
Também gosto muito do teu espaço... por isso lá vou!
Outro beijo para ti

poetaeusou said...

MAR, MAR, MAR, MAR, MAR.
Vem, vem, Mar.
De S.Martinho do Porto.
Ou da Nazaré, Vem.
S. Martinho já foi nosso Conforto.
Oh, Nazaré, Mulher, Amante, Mãe.
Nos teus dias não, Mar.
Quanto, as fizeste Chorar...!!!
poetaeusou(ouçoomarnoteucantinhomaria)

Maria said...

besnicodiroma
Não percebes que é mesmo esse o meu objectivo?
Queres que post a fotografia do teu refúgio?
Se eu procurar por aqui, ainda te surpreendo com fotos da meia praia (e não só)...
Tem uma boa noite, com um beijo salgado

Maria said...

chuvamiúda
é a minha linguagem, como eu. Mas muito sentida!
Obrigada

Pitanguinha
e a alegria de voltar a “sentir-te”
tem uma boa noite

Maria said...

Isabel
No beijo partilham-se... cumplicidades
No beijo respiramos
No beijo há vida!
Uma boa noite para ti, com um beijo

Maria said...

Ana patudos
Completamente verdadeiro o teu comentário. Não é preciso escrever muito para se dizer o que se sente
Um beijo para ti

Tozé franco
E pronto. Obrigada. Outro abraço

Maria said...

Letícia
Muito obrigada, eu sou o que escrevo
Um beijo

Farinho
Sim, é bom amar. Faz parte da vida. Sem amor a vida não tem sentido
Um beijoco

De propósito
É isso aí, e muito, muito mais...
Um beijo

Maria said...

Poetaeusou
Atão apanhas-me distraída e pimba?
No meio das respostas?
Ah migo, o mar é o mar, seja onde for.
Devo dizer-te que o mar de S. Martinho é bonitinho, ternurento, mas o mar da Praia, ou da Foz é um mar macho.
Nazaré, Mulher, Amante, Mãe
Então e onde está a Amada?
Nazaré Amada!
Um beijo com um cheiro

Anonymous said...

Lindo poema Maria ;* e S Martinho tb

O vendaval de hoje deixou a noite "escura de mais" ...

Vou encostar para ver se "amanha é outro dia" ...

Beijinhos*

Vera said...

Não há nada melhor que um beijo dado com alegria e amor!
As fotos são belas, como sempre!
Beijinhos!

Luis Eme said...

Poema tão simples e tão bonito.

ana prado said...

Muito simples, mas com tudo lá dentro:)

Um abraço

Maria said...

cor do mar
És linda!
Hoje é outro dia, mas com muita chuva...
Um beijo Amiga

Maria said...

vera
Obrigada pelas tuas palavras, estou completamente de acordo contigo...

Maria said...

luís milheiro
É na simplicidade que eu me encontro na vida
Obrigada

Maria said...

ana prado
É, tem tudo dentro...
Parabéns pelo teu blog, que é muito bonito.
Vou deter-me lá mais tempos neste fds
um beijo

Ana Patudos said...

Vou tantas vezes a São Martinho quando venho dos meus sogros em Leiria. Passo pela Foz do Arelho, depois S. Martinho e por fim Nazaré, sempre junto ao mar para retemperar forças. O mar inspira-nos, é de uma beleza infinita.
jinhos patudos
Ana Paula