Wednesday, May 23, 2007


Vê, amor, a verdade dos sonhos
que construo e que penso e me
acompanham nos meus voos de águia
são o espelho desta vida,
minha às vezes
Vê como hoje, exactamente hoje
eu me dou como flor a desabrochar
e tu me possuis com toda a raiva
de não o ter sido antes
e toda a ternura por ser a verdade
em corpo inteiro
Vê como é bom este amor,
tão adiado
mas tão a tempo, ainda,
de ser vivido...

44 comments:

Leticia Gabian said...

Ai, Maroca!
Até parece que sou eu quem coloca as palavras em tua página.

"...tão adiado mas tão a tempo, ainda, de ser vivido..."

Um super beijão procê, querida amiga

Maria said...

leticia gabian

Vê só que ainda não fui dormir...
Vamos sempre a tempo de amar, não é não?

Beijão grande, Amiga

Victor Nogueira said...

Bom dia, Boa tarde ou Boa noite, hoje, simplesmente !

Victor Nogueira

bom dia isabel said...

Adiado mas sempre a tempo de ser vivido.
Não deixes que ele se apague da tua memória.
Beijinhos

Victor Nogueira said...

ADENDA

Dizem que os livros são os nossos melhores e maiores amigos.
Mas os livros não se sentam á nossa beira,
nem têm olhos, nem sorriem
nem nos abraçam,
nem connosco passeiam pela rua, pelo campo.
Nada podemos dar aos livros
senão as letras dos nossos pensamentos
ou um pouco de nós
para que chegue aos outros.

Os livros têm os olhos que nós temos.
E os seus lábios são os nossos lábios.
Porque se os livros tivessem olhos
e lábios e mãos e dedos
seriam talvez pessoas
mas nunca livros.

Victor Nogueira (1969)

KA said...

Qua bela forma de começarmos o dia, a celebrar o amor!!!


Beijinho Maria

brisa de palavras said...

Temos sempre tempo para amar dizem...às vezes acho que já é tarde...porque tb já deixei muita coisa por dizer....fica sempre algo por dizer...
um abraço
brisa de palavras

Teresa Durães said...

adiado ou não, acontece.Penso sempre que se de alguma forma o impediu de ser antes talvez tivesse de ser assim.

bom dia

Vera said...

Que doçura Maria!
"eu me dou como flor a desabrochar
e tu me possuis com toda a raiva
de não o ter sido antes"

Há sempre tempo para o amor amiga, até porque um amor assim é eterno!

Aproveito também para te pedir desculpa pela minha ausência, mas a minha princesinha está doentinha. Virei sempre que puder.

Beijinhos

DP said...

O Tempo não manda no Tempo do coração. Este tempo não tem Tempo...
jnhs

maresia_mar said...

Olá Maria,
que lindo.. o amor está sempre a tempo de ser vivivo, podes crer que assim é.. a vida sem amor não tem sentido algum..
Bjhs e bom resto de semana

A.S. said...

Nunca é tarde para o amor!!!

Deixo-te na brisa um beijo perfumado!

Sininho said...

Bem poucos são os momentos em que podemos dizer que a vida é nossa...

Beijinho

Desassossego said...

Maria, depois de sentir todas estas tuas palavras como minhas, só me consigo lembrar da canção do André Sardet - Quando eu te falei de amor - principalmente deste verso " E tudo o que tu me dás é parte da história que eu ainda não vivi..." vale a pena ouvir... quando ouvi esta música pela primeira vez... acho que despertei para este sentimento que tu aqui tão bem partilhas...
Beijo doce...

Rocha de Sousa said...

Cara Maria,
Vinha tocando as flores que há em muitos blogues e achei este, com quem já contactei, a brisa branca
a passar pelo meu rosto, os olhos lendo um poema lírico e romântico,
amor que se pressupõe com raiva e vontade de revisitar. Nunca mais tinha sentido este cheiro de Maria
e a sua limpidez, entre desejos.
Felicidades, muitas flores e visitas a quem as tem para dar.
Saudações
Rocha de Sousa

Maria said...

bom dia isabel

Não deixo não...
Beijinhos

Maria said...

victor nogueira

Obrigada pelo teu poema... tão bonito...

Maria said...

ka

Aqui celebra-se sempre o amor...

Beijos

Maria said...

brisa de palavras

Nunca mais deixes nada por dizer, nunca mais...

Beijos

Maria said...

teresa durães

As voltas da vida, tecida pacientemente...

Boa tarde

Maria said...

vera

Penso que é eterno, sim...
Não tens de te desculpar, querida. Desejo as melhoras rápidas da T.

Beijinhos

Maria said...

dp

Pois não, por isso às vezes troco-me toda...
Gosto de te ver aqui...

Bjinhos

Maria said...

maresia_mar

Olá maresia
Eu sei que é assim, mesmo...

Boa semana pra ti
Beijinhos

Maria said...

a.s.

Sabes o que me custa, Al? É ver pessoas desistirem do amor...
... desistirem, simplesmente...

Um beijo ternurento

Maria said...

sininho

E temos que aproveitar esses momentos até ao fim...

Beijinhos

Maria said...

desassossego

Não sei muito bem que te dizer...
Mas é bom que sintas o amor assim, desta forma intensa, que tenhas finalmente despertado para ele...

Gosto de te saber assim...

Beijinhos

Maria said...

Meu caro Rocha de Sousa

Fiquei sensibilizada com as suas palavras.
Tenho pena de não ter 48 horas por dia para visitar os blogues todos que desejaria, só o faço também de vez em quando...
Por aqui o cheiro continua a ser o da ilha e as palavras são de amor...
Passe sempre que quiser...
Cumprimentos

Maria P. said...

Basta saber esperar e acontece.

Beijinho*

Claudia said...

Porque o amor vai sempre a tempo. Sempre.

Beijo a tempo

poetaeusou said...

/
a verdade dos sonhos
/
inté
/

rosa dourada/ondina azul said...

Um grande amor, está sempre a tempo de ser vivido.

beijoca,

luna e neptuno said...

O amor nunca morre vive nos tempos, há sempre tempo para ser vivido
jinhos

Tozé Franco said...

Nunca é tarde para um grand amor.
Um abraço.

sonhadora said...

Mergulho no meu céu e sonho...
Beijinhos embrulhados em abraços

Maria said...

maria p.

Acontece, sim.....

Beijinhos

Maria said...

claudia

Sempre, Claudia, sempre.

Beijo meu

Maria said...

poetaeusou

e o amor adiado....

Inté

Maria said...

rosa dourada/ondina azul

Não tenhas a menor dúvida....

Beijo

Maria said...

luna e neptuno

... que se quer eterno....

Bjinhos

Maria said...

tozé franco

É verdade...

Abraço

Maria said...

sonhadora

essa tua capacidade de sonhar... eterna....

Abraço desembrulhado

Vanda Paz said...

Que bom quando ainda há tempo para viver o nosso grande amor...
É bom sentir-te assim.

Beijinhos

Vanda Paz

Maria said...

vanda paz

É bom ler-te por aqui...

Beijinhos...

Tiago said...

vê, a pétala de alça,
do ombro caída,
sente o cheiro, do debruar
do dedo em pele, seda,
caricia em ti escondia.
Vê, pétala, flor completa,
semear-te o afago, é bater-te
dois pulos em coração acelerado.

um beijo do teu tamanho maria